Banco Central da Malásia perto de decidir sobre regulação de moedas digitais

O banco central da Malásia, o Banco Negara Malásia, ainda não tomou uma decisão sobre como efetivamente regulamentar o uso de moedas digitais no país, de acordo com relatórios locais. Uma das opções que está sendo considerada pelo banco é a possível proibição de moedas virtuais.

A regulamentação do mercado de criptomoeda na Malásia parece mais difícil do que o esperado, e está se tornando assim no mundo, já que ainda existem poucos países que introduziram diretrizes ativas sobre o uso desta nova forma de dinheiro.

Possíveis opções para o banco central da Malásia

Implementar uma proibição completa das moedas virtuais é impossível em qualquer circunstância, já que o governo não pode banir ou proibir o que não pode controlar.

Algumas possíveis opções que poderiam ser utilizadas pelo banco central, no entanto, são a proibição dos bancos de lidar com as moedas digitais, o fechamento por bancos de contas de clientes que usem criptomoedas e forçc o uso de caixa através de mercados peer-to-peer (P2P) ou modelos de intercâmbio descentralizados.

Apesar da indecisão do Bank Negara Malásia, espera-se que a questão da regulação das criptomoedas se torne mais clara até o final de 2017. Será bastante interessante ver se o banco central autorizará oficialmente o uso das moedas digitais ou reprimirá a introdução de outras inovações.

Outros desdobramentos de criptomoedas ao redor do mundo

Enquanto isso, um relatório alegando que a China já proibiu o uso de moedas virtuais parece ser impreciso. Parece que o que o governo chinês fez foi proibir as lCO e suspender temporariamente a negociação de CNY-para-criptomoeda ao invés de emitir uma proibição completa das criptomoedas.