O maior banco tailandês vai testar solução blockchain Visa para pagamentos transfronteiriços

O quarto maior banco da Tailândia, o Kasikornbank, aderiu recentemente ao programa Visa B2B Connect, baseado em blockchain, para pagamentos transnacionais, informou o jornal local The Nation na quinta-feira, 20 de setembro.

De acordo com o The Nation, o Kasikornbank é o “primeiro” banco no país a usar a tecnologia, preparando o terreno para um uso mais amplo de blockchain no setor bancário do país.

Suripong Tantiyanon, gerente nacional da Visa na Tailândia, expressou sua opinião sobre a parceria, observando que a Visa B2B apoiará os desenvolvimentos em “segurança, governança e tecnologia de contabilidade distribuída”.

De acordo com o vice-presidente sênior do Kasikornbank, Siriporn Wongtriphop, o uso de blockchain para pagamentos internacionais ajudará sua empresa a se tornar "a líder do setor" devido à segurança adicional para pagamentos.

De acordo com o website da Visa, o B2B Connect foi lançado em 2017 para processar pagamentos transnacionais corporativos. O Banco de Comércio dos EUA, o Shinhan Bank da Coréia do Sul, o Union Bank of Philippines e o United Overseas Bank em Cingapura foram mencionados entre os primeiros parceiros que poderiam fazer transações diretas de um para outro através da tecnologia B2B da Visa baseada na arquitetura blockchain.

O Kasikornbank, anteriormente conhecido como Thai Farmers Bank, está sediado em Bangkok. De acordo com a pesquisa recente da Moody's, o Kasikornbank tinha US $ 96 bilhões em ativos totais em março de 2018.

Como o Cointelegraph escreveu em agosto, o Bank of Thailand (BoT) começou a permitir que bancos locais montassem subsidiárias para lidar com moedas criptografadas. De acordo com a regulamentação, os bancos tailandeses podem emitir fichas digitais, fornecer serviços de corretagem cripto, administrar negócios relacionados a criptomoeda e investir em criptomoedas por meio de subsidiárias.