Grande processador de pagamento requer patente para rede de caixas eletrônicos baseados em Blockchain

A China UnionPay apresentou um pedido de patente para um sistema que utiliza a tecnologia Blockchain para conectar uma rede de caixas eletrônicos (ATMs).

Sob o conceito, um grupo de caixas eletrônicos serve como nós dentro de uma rede impulsionada pelo Blockchain. Lá eles compartilham transações através de um banco de dados distribuído, mantendo um alto grau de segurança e tempo de atividade.

De acordo com documentos publicados, o sistema destina-se a garantir a segurança das informações transacionais, apesar de usar apenas uma quantidade limitada de dados de um único ponto de comunicação que possa ser vulnerável a ataques ou interrupções.

Parte do pedido de patente diz:

"De acordo com a presente invenção, o servidor pode sincronizar todas as informações diretamente como o nó de monitoramento, facilitar a agregação das informações da transação e executar o processamento predeterminado nas informações da transação usando o algoritmo de criptografia assimétrico, garantindo assim a segurança da informações da transação ".

No entanto, ainda não está claro se a China UnionPay adotará o sistema patenteado para aplicações comerciais.

Outras iniciativas da China UnionPay no Blockchain

A China UnionPay, que é o principal operador de rede de cartões de pagamento do mundo, avançou vários projetos Blockchain no passado. Em setembro de 2016, a empresa se associou à empresa de tecnologia IBM para desenvolver um sistema baseado em Blockchain que permite aos clientes trocar pontos de fidelidade uns com os outros.

Em sua declaração sobre o projeto, o diretor do Instituto de Pesquisa de Pagamento Eletrônico da China UnionPay, He Shuo, disse então que a iniciativa é um "avanço" na indústria de pagamentos eletrônicos:

"Os esforços conjuntos de pesquisa entre o China UnionPay E-Payment Institute e a IBM Research permitiram a troca bem sucedida de pontos de bônus entre os bancos usando a tecnologia Blockchain, que incorpora confiança nas transações".


Siga-nos no Facebook