Startup blockchain sediada em Londres arrecada US$ 3,9 milhões com tokens na LSE Turquoise

A startup blockchain sediada no Reino Unido, a 2030.io, levantou US$ 3,9 milhões por meio de uma plataforma de propriedade da London Stock Exchange (LSE), fintech a agência de notícias Finextra em 15 de abril.

Conhecida como Twenty Thirty ou 20|30, a startup supostamente garantiu 3 milhões de libras esterlinas (GBP) vendendo ações em tokens na plataforma de negociação de ações da LSE, Turquoise.

Em julho de 2018, 20|30 tornou-se uma das 29 empresas que foram aprovadas pela Autoridade de Conduta Financeira (FCA) para começar a testar dentro de sua quarta coorte de uma caixa de areia reguladora. Com a aprovação da FCA, 20|30 tornou-se autorizada a emitir tokens de patrimônio na blockchain da Ethereum (ETH), com a empresa anunciando que a LSE’s Turquoise será a primeira plataforma a pilotar as vendas de suas ações simbólicas.

De acordo com o recente relatório, o teste foi realizado com sucesso, usando dinheiro real. Tomer Sofinzon, cofundador e diretor de risco da Twenty Thirty, disse que a empresa planeja oferecer transferências secundárias e "trabalhar duro" com essa "pilha de dinheiro" para reinventar o capital privado e os mercados públicos".

Recentemente, a Assembléia Legislativa Nacional da Tailândia permitiu oficialmente a emissão de títulos simbólicos em uma blockchain, com o governo planejando emendar o Securities and Exchange Act com leis relevantes em 2019.