Banco Central da Lituânia considera IBM para sua plataforma blockchain LBChain

O banco central da Lituânia, o Banco da Lituânia, selecionou a gigante da tecnologia IBM e a empresa de serviços de TI Tieto como finalistas para a disputa de quem desenvolverá sua plataforma blockchain.

O site de notícias de tecnologia financeira FintechFutures informou sobre os desdobramentos do concurso em 23 de outubro. Segundo a reportagem, as duas empresas testarão sua plataforma e o vencedor será escokhido no final de 2019 como parte do projeto chamado LBChain.

O gerente do projeto no Banco da Lituânia Andrius Adamonis comentou:

“A sessão de teste final mostrará qual solução é mais adequada para as necessidades do mercado. [...] Acreditamos que a maior vantagem da LBChain é sua versatilidade. Nós nos esforçamos para criar uma plataforma que não servisse apenas para testar produtos ou serviços que já são oferecidos no mercado, mas também seria usada para criar aqueles que atualmente possam existir apenas na mente de um arquiteto financeiro".

Desenvolvido por Hyperledger e Corda

Adamonis também explica que a futura plataforma pretende solucionar vários problemas atualmente enfrentados pelos inovadores financeiros. A base do sistema é o Fabric da Hyperledger e o Corda da R3, que supostamente permitirão testar muitos produtos e serviços financeiros diferentes.

O banco central também observa que já testou sistemas de empresas de fintech de três países europeus diferentes. Isso inclui soluções para conformidade com os regulamentos de combate à lavagem de dinheiro e Conheça seu Cliente, além de pagamentos transfronteiriços e uma plataforma de negociação de ações não listada.

Como o Cointelegraph relatou nesta terça-feira, a IBM também está trabalhando com a plataforma blockchain TBCASoft e o conglomerado de telecomunicações SoftBank para desenvolver uma solução de pagamento blockchain de telecomunicações entre operadoras.