Fundador do Litecoin joga lenha na fogueira de debate sobre "extremistas do Bitcoin" em tuíte

O fundador do Litecoin (LTC), Charlie Lee, disparou o debate da comunidade em um tuíte dizendo que “alguns autodeclarados maximalistas Bitcoin são, na verdade, extremistas Bitcoin”. O post de Lee de 6 de janeiro argumentou que:

“Alguns autodeclarados maximalistas Bitcoin são, na verdade, extremistas Bitcoin. Eles acham que todas as outras moedas são fraudes e vão para o zero. Os maximalists acham que o Bitcoin é e continuará a ser a criptomoeda dominante, mas há espaço para que as altcoins existam e até se saiam bem.”

Lee também abriu uma enquete no Twitter, que atraiu mais de 24.300 votos no momento desta publicação e deve expirar em 5 horas, convidando os usuários a se identificarem como "extremista Bitcoin", "maximalista Bitcoin", "maximalista altcoin" ou " nocoiner". No momento da publicação, 9% se identificaram como "extremistas", 48% como "maximalistas", 32% como "maximalistas" da altcoin e 11% como "nocoiners".

As observações de Lee provocaram uma série de respostas perspicazes - tanto contra quanto à favor - incluindo uma do figurão da indústria de cripto Jameson Lopp, que brincou: “Supremacistas Bitcoin, por favor. Extremistas tem uma conotação negativa”, acrescentando que “eu me identifico como uma Testemunha Segregada”.

Ciente da provocação de Lee, Ragnar Lifthrasir, fundador da Associação Internacional de Imobiliário Blockchain (IBREA), disse a Lee que ele estava "no caminho para o pensamento errado", e que usar o jargão do extremismo era pouco mais do que uma mancha de alguém que a "opinião difere da de Charlie."

Os comentários de Lee também provocaram debates sobre se o “maximalismo” do Bitcoin é pouco mais do que um termo de marketing supostamente cunhado pelos fundadores da altcoin, bem como sobre o domínio prevalecente da marca Bitcoin. Alguns comentaristas responderam - sem proclamar quaisquer lealdades - que, em última análise, serão os casos de uso tangível do livre mercado que selecionarão os projetos bem-sucedidos em um setor de criptomoedas em proliferação.

No momento desta publicação, a participação da capitalização de mercado do Bitcoin no limite total do mercado de cripto é de 51,8%, de acordo com dados da CoinMarketCap.

No final do novo ano, o cofundador e diretor de tecnologia da Stellar, Jed McCaleb - que também é um dos fundadores da extinta exchange Bitcoin japonesa Mt. Gox, bem como cofundador da Ripple (XRP) - provocativamente afirmou que "noventa por cento dos projetos [de cripto] são B.S", acrescentando que ele estava "ansioso por essa mudança" em 2019.

McCaleb excluiu Bitcoin, Ethereum (ETH), Stellar Lumens (XLM) —  e presumivelmente XRP — de suas críticas.