Levantamento diz que apenas 0,01% dos investidores do Ethereum estão com prejuízo acumulado

Segundo o site de análise de blockchain IntoTheBlock, 99,99% dos endereços do Ethereum estão em prejuizo ou empate após a queda de preço de uma semana do ETH.

O ativo digital já chegou a valer US$ 1.400, quando atingiu sua maior alta de todos os tempos, no final 2017. De lá pra cá, entretanto, o ETH vêm apresentando uma tendência de baixa.

Enquanto o mercado de criptomoedas nas últimas semanas apresentou uma tendência de queda, novembro foi particularmente difícil para os titulares do Ethereum. 

De acordo com os dados do site, no final de outubro, quando o ETH estava na faixa de US$ 187, mais de 27% dos detentores estavam apresentando lucro, mas o número despencou na última semana.

Agora, com o ativo na faixa de US$ 140, apenas 0,01% dos endereços Ethereum - ou exatos 4.120 endereços - estão "em lucro", ou seja, contêm saldo de tokens com um preço médio de compra menor que o preço atual.

Atualmente, os detentores de Bitcoin ainda estão em uma situação melhor do que os detentores de Ethereum em termos de ganhos, mesmo depois da tendência de baixa do BTC nos últimos dias. 

De acordo com o site, mais 55% dos endereços de Bitcoin continuam lucrando com o BTC acima de US$ 6.800.

Os dados do site mostram que a grande maioria dos endereços Ethereum compraram bem acima de US$ 200, o que significa que o ETH precisará de uma alta bastante íngrime para seus investidores sairem do prejuízo.

Analistas acreditam que existe uma variável que pode diminuir as chances imediatas de recuperação da Ethereum - o uso da ETH como garantia em finanças descentralizadas (DeFi).

O movimento DeFi pode aumentar o atual declínio da moeda, já que várias plataformas liquidam seus ETHs para cumprir as obrigações de dívida. A quantidade de ETH bloqueada em plataformas de empréstimos como a Compound caiu https://defipulse.com/compound acentuadamente nas últimas semanas, afirmando essa tendência.

Apesar do mercado estar otimista com os novos projetos de DeFi, como o Cointelegraph mostrou, dados sugerem que é mais lucrativo segurar ETH e BTC do que investir na chamada DeFi.