Banco de investimentos líder na América Latina se une a grupo blockchain

O BTG Pactual, principal banco de investimento da América Latina, juntou-se ao comitê organizador do Grupo PTDL (Post-Trade Distributed Ledger).

Aliança para uso blockchain

Conforme informado pelo site de notícias LedgerInsights informou em 15 de agosto que o banco brasileiro BTG Pactual se uniu ao comitê organizador do Grupo PTDL. A instituição fornece uma plataforma que permite aos participantes do mercado compartilhar informações sobre blockchain e discutir suas aplicações no setor de serviços financeiros.

De acordo com seu site oficial, o Grupo PTDL inclui quase 40 instituições financeiras e importantes players de infraestrutura de mercado. A organização também afirma que está desempenhando um papel na definição das recomendações dos reguladores. Nomeadamente:

“Profissionais, reguladores e bancos centrais se conectam através do PTDL para identificar e impulsionar atividades e posicionar recomendações específicas que podem alavancar as tecnologias de contabilidade distribuída para o benefício da indústria de pós-negociação”.

Outros membros do comitê supostamente incluem o CLS Bank International, a empresa de gestão de ativos Janus Henderson, o London Stock Exchange Group, a Moscow Exchange, a firma de serviços financeiros State Street e o Global Blockchain Business Council (GBBC).

A CEO do GBBC, Sandra Ro, afirmou que a instituição será fundamental para permitir uma melhor aplicação da tecnologia de ledger distribuído. Owler estima que a receita anual do BTG seja de US$ 1,5 bilhão.

BTG Pactual é pioneiro em cripto na América Latina

Como informou o Cointelegraph no mês passado, o BTG Pactual planeja mudar suas ofertas de security token, um pipeline de mais de US$ 1 bilhão em vendas, para a blockchain da Tezos.

Em fevereiro, também começaram a circular informações de que o BTG Pactual tem a intenção de lançar seu próprio token, chamado “ReitBZ”, que será apoiado por ativos imobiliários em dificuldades no Brasil.