Falta de diversidade nos contratos inteligentes da Ethereum representam riscos para todo o ecossistema, diz relatório

A falta de diversidade dos contratos inteligentes da Ethereum (ETH representa uma ameaça ao ecossistema blockchain Ethereum, de acordo com a pesquisa realizada por um grupo de analistas da Northeastern University e da Universidade de Maryland, divulgada em 31 de outubro.

O documento, intitulado “Analisando a topologia de contrato da Ethereum”, afirma que a maioria dos contratos inteligentes da Ethereum são “cópias diretas ou próximas de outros contratos”, o que representa um risco potencial se um contrato inteligente copiado contiver um código vulnerável ou com bugs.

Parcialmente apoiado pela Fundação Nacional de Ciências dos EUA, o estudo analisou os códigos de bytecodes dos contratos inteligentes Ethereum durante seus primeiros 5 milhões de blocos, que abrangem quase três anos do início da criptomoeda em 2015. Os pesquisadores também coletaram e modificaram dados via máquina virtual da Ethereum, apelidada de geth, para registrar todas as interações entre contratos e seus usuários.

Até o momento, os contratos inteligentes da Ethereum são “três vezes mais propensos a serem criados por outros contratos” que por usuários, segundo o estudo. Além disso, mais de 60% dos contratos “nunca foram interagidos”, enquanto menos de 10% dos contratos apoiados por usuários são únicos. A pesquisa afirmou que há uma reutilização significativa do código na Ethereum, que pode alegadamente ter um "amplo impacto sobre a população de usuários da Ethereum", apesar do fato de que também é provavelmente uma "força motriz por trás do sucesso da Ethereum".

Considerando a baixa diversidade de contratos inteligentes na Ethereum como um risco potencial para todo o ecossistema de blockchain, os pesquisadores mencionaram que Ethereum se tornou objeto de “bugs de alto perfil” várias vezes, resultando no congelamento de mais de 170 milhões de dólares em criptomoedas. A pesquisa concluiu que várias implementações de “funcionalidade de contrato principal” na Ethereum acabariam por fornecer “maior defesa em profundidade para a Ethereum”.

Desenvolvido por Vitalik Buterin, o Ethereum é uma plataforma pública baseada em blockchain de código aberto que apresenta contratos inteligentes, bem como o Ether, sua criptomoeda nativa. Lançado em 30 de julho de 2015, o Ethereum é agora a segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado em cerca de US $ 20,6 bilhões, com seu preço em US $ 200 no momento da impressão.

Em meados de outubro, a Cointelegraph informou sobre uma quebra de segurança dos contratos inteligentes da Ethereum que causou uma perda de cerca de US $ 38.000 para a plataforma de entretenimento adulto SpankChain e seus usuários.

Em abril de 2018, a segunda maior casa de câmbio cripto por volume de transações OKEX suspendeu todos os depósitos de tokens ERC20 após detectar um “novo bug de contrato inteligente”, que permitia aos hackers “gerar uma quantidade extremamente grande de tokens e depositá-los em um endereço normal.