Diretor de OTC da Kraken: 'Bitcoin ainda não é um porto seguro'

O diretor de vendas over-the-counter (OTC) da exchange cripto Kraken, Nelson Minier, comparou a indústria de criptomoeda de hoje com a de Wall Street, completando que ainda é muito cedo para chamar o Bitcoin de um porto seguro para os investidores.

Durante uma entrevista ao Nasdaq TradeTalks publicada em 22 de agosto, Minier declarou:

“Wall Street não é o que costumava ser. Nos primeiros 15 anos em que estive em Wall Street, foi divertido. Eu tive muita sorte. Comecei no mercado de CDS, que se parece muito com criptografia. Aqui você tem muita inovação financeira, muita negociação. É muito parecido, [...] há muita energia e entusiasmo sobre esse progresso e para onde ele está nos levando.”

Ainda é cedo pra chamar o Bitcoin de 'porto seguro'

A reportagem também abordou o tema da idéia já disseminada de que o Bitcoin (BTC) estaria se tornando um ativo seguro, por sua falta de exposição às restrições de política monetária às quais as moedas fiduciárias estão sempre sujeitas. Minier respondeu que ele acredita que é cedo demais para chamar o Bitcoin de um ativo seguro, dada sua alta volatilidade. Ele também admitiu:

"Então, eu não tenho tanta certeza de que é um ativo seguro, mas acho que está começando a atuar como um. Eu acho que as pessoas estão começando a gerenciar o portfólio, estão começando a entrar devagar neste mercado. E quando o mercado está ficando instável, você viu o crescimento do Bitcoin, quer dizer, você não tinha isso antes, ele estava sendo negociado como um ativo de risco ”.

Por fim, ele concluiu que, apesar de ser muito cedo para chamar a Bitcoin de um porto seguro, "estamos seguindo esse caminho com certeza".

Como o Cointelegraph publicou recentemente, foi o analista sênior da empresa de pesquisa de estratégia e setor de mercado Fundstrat Global Advisors, Tom Lee, quem disse que está confiante de que o Bitcoin se tornou um verdadeiro refúgio seguro para os investidores.