Jerry Pinto, co-presidente do JPMorgan: Criptomoeda “vai desempenhar um papel” no futuro

O vice-presidente da JPMorgan, Jerry Pinto confirmou que o banco estava "investigando" o espaço Bitcoin em 16 de maio, dizendo que a criptomoeda irá "entrar em cena" no futuro.

Falando para a CNBC em duas entrevistas, Pinto, que poderia estar na fila para suceder o CEO Jamie Dimon, disse que a JPMorgan é capaz de negociar o futuro do Bitcoin mas não ainda optou por fazê-lo.

“Estamos olhando para esse espaço. Não tenho dúvidas de que, de uma forma ou de outra, a tecnologia entrará "em cena", ele respondeu quando perguntado sobre a negociação de produtos baseados em Bitcoin.

“Se precisarmos liberar o futuro do bitcoin, será que poderemos fazer isso? Sim. Nós já fizemos isso? Nâo. "

A postura neutra de Pinto continua com os sinais um pouco confusos do gigante dos bancos de investimento sobre o Bitcoin em 2018.

Apesar de proibir clientes de comprarem criptomoeda usando seus cartões de crédito, executivos seniores - incluindo o uma vez desprestigiado, Dimon - têm falado sobre os aspectos benéficos da tecnologia Bitcoin e Blockchain.

Pinto também vê o futuro da economia incorporando aspectos que nasceram com a entrada dominante da criptomoeda.

"A "tokenização" da economia, para mim, é real", continuou ele.

"Criptomoedas são reais, mas não na forma atual."

A JPMorgan está trabalhando na integração de blockchain, a Cointelegraph relatou no início deste mês, depositando uma patente para transferências interbancárias p2p em tempo real usando a tecnologia.