A J.P. Morgan Chase proíbe a compra de criptomoedas com cartões de crédito

Clientes da J.P Morgan, Bank of America e Citigroup não podem comprar criptomoedas com cartões de crédito, informou a CNBC hoje, 3 de fevereiro.

A J.P. Morgan confirmou para a CNBC em 25 de Janeiro que eles estavam permitindo compras de criptomoedas com cartões de crédito, e o Bank of America e o Citigroup disseram que estavam revisando suas políticas em compras com os cartões.

Entretanto, a política da J.P. Morgan teve uma rápida reversão, como disse um porta-voz do banco à CNBC hoje:

"Neste momento, não estamos processando compras de criptomoedas usando cartões de crédito, devido à volatilidade e risco envolvidos. Vamos rever o problema à medida que o mercado evolua. "

O Citigroup também afirmou hoje que eles já não estavam " permitindo compras de criptomoedas com cartões de crédito " e analisariam sua política à medida que o mercado de moedas digitais se desenvolve, enquanto o Bank of America também está diminuindo as compras com cartões de crédito e fazendo as revisões pendentes das políticas.

O FUD recente na mídia nesta semana causou que o Bitcoin (BTC)   caísse abaixo de $8.000 pela primeira vez desde Novembro de 2017, talvez assustando os grandes bancos em revisar suas políticas de cartão de crédito.

Semana passada, quando a J.P. Morgan ainda estava permitindo compras de criptomoedas com cartão de crédito, o ponto alto das transações de Bitcoin era de cerca de $11.700, de acordo com a CoinMarketCap .

O CEO da J.P. Morgan, Jamie Dimon, que anteriormente chamou o Bitcoin de " fraude " e ameaçou demitir qualquer empregado que investiu na criptomoeda, disse a um repórter da Cointelegraph no World Economic Forum (WEF) em 24 de Janeiro que ele " não é um cético " em relação à sua crítica anterior sobre a criptomoeda.

O BTC está sendo negociado agora em torno de $9.180 , aumentando 4,45% ao longo de um período de 24 horas do momento desta publicação.


Siga-nos no Facebook