Para Joe Lubin, Ether e BTC não deveriam ter que passar por regulamentos, ao contrário de novos projetos

Ethereum e Bitcoin (BTC) não deveriam precisar cumprir com regulamentações, admitiu o cofundador do Ethereum, Joseph Lubin, em uma entrevista ao canal de notícias da indústria Forkast, publicado em 18 de novembro.

Durante a entrevista - realizada na Semana FinTech de Hong Kong - Lubin observou que novos projetos precisam estar em conformidade com os regulamentos e explicou o impacto da aplicação da lei de segurança no espaço de criptomoeda.

Você não pode vender um utility token e ele não é um

Lubin disse que - para atrair investidores - qualquer projeto precisa prometer que seu token aumentará de preço. Além disso, como a apreciação geralmente é obtida através do trabalho dos desenvolvedores, por definição, um ativo que está sendo vendido é um título. Por causa disso:

"E, portanto, a lei de valores mobiliários que entra em cena e agora você não pode vender um utility token, pois não é um utility token, é uma security tokenizado. Você não pode vendê-lo de forma ampla e equitativa.”

Vantagem pioneira da Ethereum

No geral, Lubin destacou a vantagem do pioneirismo da Ethereum. Mais precisamente, ele sugeriu que os desenvolvedores da Ethereum tivessem a oportunidade de vender sua criptomoeda sem cumprir a regulamentação de valores mobiliários porque ela operava em um setor ainda não regulamentado.

Projetos concorrentes, por outro lado, não podem simplesmente afirmar que o que estão vendendo é um utility token e evitar registrá-lo como security.

Ele observou que, por causa da regulamentação, é possível “mas muito, muito difícil, mesmo para um projeto tecnicamente muito forte, desafiar o avanço inicial e o enorme efeito de rede que o projeto Ethereum tem”.

Em um exemplo recente das consequências da aplicação da lei de valores mobiliários a criptoativos, o Telegram pediu recentemente ao Tribunal Distrital do Sul de Nova York que descartasse as acusações de órgãos reguladores dos Estados Unidos que acusa seus tokens Grams de serem valores mobiliários.