Comitê Tributário do Japão busca Simplificar Relatórios Fiscais de Criptomoeda

Um comitê de política tributária japonesa realizou um debate com o objetivo de simplificar o imposto sobre criptomoeda na quarta-feira, 17 de outubro, informou o jornal japonês Sankei News.

Destacando o complexo regime de declaração de impostos atualmente em vigor para os cidadãos japoneses, autoridades do comitê - que assessora o governo sobre políticas - disseram que havia uma necessidade de ajustar o procedimento para estimular um relato mais completo dos ganhos de criptomoeda.

"O ambiente deve ser ajustado para que as declarações de impostos possam ser simplificadas", disse Sankei à organização.

O Japão tem procurado tornar sua economia à prova do futuro com regulamentos de política relacionados à criptomoeda, que está vendo um boom local, à medida que as empresas aproveitam a regulamentação complementar.

As obrigações tributárias, embora complexas, também são rigorosas, com os consumidores tecnicamente obrigados a apresentar uma declaração de imposto sobre qualquer ganho anual superior a 200 mil ienes (US $ 1.780), observa Sankei.

Como as autoridades dos EUA alertaram anteriormente ao examinar suas próprias dificuldades de reportagem, o número de consumidores que registram os retornos de cripto é mínimo, enquanto a proporção de quem faz isso corretamente é provavelmente ainda menor.

Desde então, os EUA já viram ferramentas dedicadas para ajudar os investidores a apresentar declarações de impostos especificamente voltadas para a autoridade fiscal do país, o Internal Revenue Service (IRS). O Japão, enquanto isso, não possui um mecanismo similar de fácil acesso.

No futuro, disseram as autoridades, o regime simplificado também deve permitir o cálculo fácil das posses de criptomoeda no que diz respeito a fenômenos como herança e imposto sobre doações.

O sistema deve "ser capaz de apreender o preço do ativo apropriadamente", acrescentaram.