Regulador financeiro japonês legaliza quatro novas casas de câmbio de criptomoeda

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (ASF) autorizou a operação de quatro novas casas de câmbio de moeda virtual no país no início de dezembro de 2017. As casas aprovadas já estão no segundo lote de empresas autorizadas pela ASF. No final de setembro, a agência aprovou os requerimentos do primeiro lote de candidatos, composto por 11 casas de câmbio.

Em sua declaração publicada em seu site, a ASF afirmou que apenas as 15 casas de câmbio permitidas deveriam ser autorizadas a negociar moedas digitais, pois apenas as criptomoedas com que eles lidam "cumprem a definição de acordo com a lei de liquidação de fundos" comprovadamente. As quatro empresas que foram aprovados são: Tokyo Bitcoin Exchange Co. Ltd., FTT Corp., Bit Arg Exchange Tokyo Co. Ltd. e Xtheta Corp.

Das quatro empresas, apenas a Xtheta Corp. foi autorizada a fazer câmbio de múltiplas criptomoedas, como Bitcoin Cash (BCH), Ripple (XRP), Litecoin (LTC), Ethereum (ETH), Ethereum Classic (ETC), NEM (XEM) e Monacoin (MONA), bem como tokens de contraparte (XCP). O restante das trocas só pode negociar Bitcoin (BTC).

ASF avaliando outros requerimentos

De acordo com a ASF, outros aplicativos ainda estão sendo avaliados. Havia também 12 empresas cujos pedidos foram rejeitados porque não cumpriam os requisitos de registro da agência. As casas de câmbio reprovadas já encerraram as operações.

Entre os requerimentos em análise, está o da Coincheck, que é a segunda maior casa de câmbio de Bitcoin no Japão. Em sua declaração que foi lançada em 1 de dezembro, a casa alegou que sua aplicação para se tornar um "comerciante de câmbio virtual" foi enviada na metade de setembro e está sob escrutínio até agora.

Enquanto isso, a ASF divulgou um documento detalhando suas políticas administrativas que incluem aqueles que cobrem moedas virtuais e ofertas iniciais de moedas (ICO) em novembro. A diretriz esclarece como a agência estará monitorando as casas de câmbio de moeda digital.