Japonesa LINE planeja lançar casa de câmbio cripto em julho e exclui traders japoneses e americanos

O aplicativo social de mensagens japonês LINE lançará uma casa de câmbio de criptomoedas para 30 moedas no mês que vem, revelou-se quinta-feira, 28 de junho.

Em um comunicado à imprensa, a empresa, que conta com cerca de 200 milhões de usuários mensais, confirmou que ofereceria a plataforma de negociação cripto para cripto BITBOX “globalmente”, excluindo EUA e Japão.

“Com a necessidade de negociar criptomoedas aumentando em todo o mundo, a LINE está se preparando para oferecer oportunidades para que os usuários façam isso com segurança, e como o sistema seguro está em vigor agora, a empresa oferecerá o serviço”, afirma o comunicado.

Como a Cointelegraph informou em janeiro, a LINE estava em conversações com reguladores japoneses sobre o lançamento de uma casa de câmbio. A decisão de excluir o Japão da BITBOX, que não irá lidar com a moeda fiduciária, agora parece estar vinculada a dificuldades regulatórias.

"A LINE se engajará no negócio de criptomoeda em conformidade com as regras e regulamentos de seus respectivos países no comércio de criptomoedas", acrescentou.

O setor de câmbio de criptomoedas do Japão continua a enfrentar grandes reviravoltas. Na semana passada, os reguladores emitiram as chamadas "Ordens de Melhoria de Negócios" para seis operadores. A tentativa da Agência de Serviços Financeiros de tornar a indústria juridicamente segura e evitar lapsos de segurança ocorreu na esteira do hack de US $ 530 milhões da Coincheck em janeiro.

Enquanto isso, outros grandes nomes se comprometeram com o mercado de câmbio doméstico do Japão, incluindo o SBI Group e, a partir de 2019, o Yahoo!