Japão: Operadora da casa de câmbio OGM promete melhorar a segurança de dados após ordem de regulamentador

A GMO Internet, a operadora da troca de criptomoedas japonesa GMO Coin, anunciou o estabelecimento de um “gabinete de auditoria de segurança da informação do grupo” para desenvolver medidas de segurança mais fortes para proteger as informações dos clientes, de acordo com um comunicado de imprensa em 30 de Março.

Ela a (GMO Coin) foi uma das casas de câmbio digital que recebeu uma ordem para melhoria de negócios fundada pela agência de serviços financeiros do Japão (FSA), depois de uma série de inspeções no local após o ataque de Janeiro contra a casa de câmbio digital Coincheck .

O novo grupo da GMO Internet, dirigido pelo "especialista em segurança" Takeshi Miyazaki, também incluirá um consultor externo sobre segurança. O estabelecimento desse grupo tem como objetivo “proteger informações importantes dos clientes contra ataques cibernéticos cada vez mais sofisticados por meio de contramedidas altamente seguras e buscar melhorar o conhecimento sobre segurança de informações em grupo e promover a segurança”.

Há pouco mais de uma semana, em 22 de Março, a GMO Coin publicou em seu site que havia submetido seu plano de melhoria de negócios solicitado pela FSA ao Kanto Local Finance Bureau.

A GMO Coin acrescentou que eles “pedem sinceras desculpas pelo inconveniente e preocupação que nossos clientes e acionistas incorreram”, acrescentando que:

“Nós refletimos profundamente em levar essa punição administrativa a sério (...) e melhorar continuamente o sistema de gerenciamento de risco do sistema, implementando um plano de melhoria, para que possamos oferecer serviços (para) que os clientes possam se sentir seguros e protegidos. ”

A GMO Internet também está envolvida na mineração de criptomoeda, tendo anunciado em Setembro do ano passado que planejava obter 6% do mercado de mineração de Bitcoin (BTC) em 2018.

Na esteira da supervisão regulatória mais rígida no Japão, duas casas de câmbio digital decidiram encerrar atividades no início desta semana em vez de trabalhar com os reguladores para o cumprimento das normas. A plataforma de troca de criptomoedas Binance também retirou seus serviços do Japão, anunciando um novo escritório em Malta , depois de receber um aviso da FSA sobre o status "não registrado" da casa de câmbio.