Internet é plataforma de comunicação enquanto Blockchain é ferramenta de organização: Opinião

O cofundador da Blockstack Ryan Shea acredita que, se a Internet evoluiu para uma plataforma de comunicação, o Blockchain está crescendo rapidamente como uma ferramenta de organização descentralizada para aplicações, plataformas e prestadores de serviços financeiros.

"A Internet aumentou exponencialmente nossa capacidade de comunicação. O Blockchains aumenta exponencialmente nossa capacidade de organização ", disse Shea.

Ao longo dos últimos anos Shea e sua equipe na Blockstack têm trabalhado arduamente para construir uma Internet descentralizada em larga escala.

 

Ao usar o Bitcoin como moeda ou token nativo, a rede Blockstack permite aos usuários controlar seus próprios dados e carregar aplicativos localmente.

Como o Bitcoin e os sistemas descentralizados são compatíveis com plataformas não privativas de liberdade onde os usuários controlam seus dados, a Blockstack fornece uma infraestrutura para a Internet descentralizada.

A equipe da Blockstack criticou fortemente o atual sistema de Internet devido a suas falhas de segurança e natureza centralizada.

Blockstack observou:

"Os aplicativos tradicionais armazenam dados de usuários em silos de dados maciços. Isso resulta em alvos de alto valor apenas esperando para serem violados. Com um único aplicativo, a confiança na segurança de seus dados requer confiança cega em dezenas de empresas ".

Gerenciando dados

Essencialmente, o Blockstack é uma representação funcional da visão de Shea de que o Blockchain poderá perturbar a forma como os dados são geridos de forma semelhante que a Internet revolucionou a forma como os indivíduos e as organizações se comunicam entre si.

Com a tecnologia Blockchain, os usuários não precisam confiar em sistemas centralizados para facilitar a resolução de dados.

Por exemplo, aplicações descentralizadas na rede Ethereum utilizam contratos inteligentes para processar de forma autônoma operações que envolvam o processamento de informações e dinheiro.

Nos últimos dois anos, algumas das maiores organizações nos campos de tecnologia, finanças e seguros se concentraram na comercialização da tecnologia Blockchain para automatizar certas operações em larga escala, como cadeias de suprimentos, contratos financeiros e serviços de garantia.

Anteriormente, a Cointelegraph informou que o conglomerado de tecnologia de US$ 561 bilhões Microsoft lançou seu framework Ethereum independente chamado "Coco" que prioriza a privacidade através da integração de zk-SNARKs, o sistema criptográfico implementado pela popular criptomoeda anônima Zcash.

"O Coco apresenta uma abordagem alternativa para a construção de livros-razão, dando às empresas escalabilidade, governança distribuída e maior confidencialidade que eles precisam, sem sacrificar a segurança inerente e a imutabilidade que eles esperam", disse Mark Russinovich, CTO da Microsoft Azure.

Dificuldades técnicas

A descentralização de aplicações e organização de dados sem o envolvimento de prestadores de serviços de terceiros vem com dificuldades técnicas.

A escalabilidade é uma questão em que os desenvolvedores desenvolvedores do Ethereum estão trabalhando ativamente para suportar aplicativos descentralizados de grande escala com milhões de usuários.

Uma vez que a escalabilidade seja resolvida, potencialmente, plataformas como a Blockstack e o Ethereum poderão criar uma rede de Internet descentralizada que seja muito mais segura e privada do que a Internet atual.

A monopolização de dados e vulnerabilidades de nomes de domínio, aplicações e conexões podem ser prevenidas, através da integração e comercialização da tecnologia Blockchain.