ING cria solução Blockchain amigável à Wall Street

A ING, o grupo financeiro holandês, anunciou a criação de uma nova prova anônima amigável ao financista, chamada Zero-knowledge range proof ("Prova de alcance de conhecimento zero"), com a abreviatura ZKRP. Os riscos de segurança e privacidade para as instituições financeiras drenam muito do esforço do mercado de tecnologia Blockchain.

Anonimato é a chave

A nova prova destina-se a manter o anonimato enquanto ainda confirma a precisão de uma transação. A líder de Blockchain do ING, Mariana Gomez de la Villa, alega:

"A solução ZKRP da ING demonstrou ser 10 vezes mais eficiente do que outras na rede de teste Ethereum, mantendo os mesmos três princípios: integridade, solidez e conhecimento zero".

O processo de verificação de transações em sistemas financeiros tradicionais exige uma ampla informação sobre as contrapartes. No entanto, com sistemas sem conhecimento de conhecimento, nenhuma informação adicional é necessária além da verificação simples. Isso torna a transação totalmente anônima e ainda confirmada, algo crítico para qualquer adoção financeira convencional.

A realidade de que as instituições financeiras em larga escala estão começando a considerar a tecnologia Blockchain para transferências internas ficou clara há algum tempo. Com empresas como MastercardAmerican ExpressBank of America e Nasdaq que começam a procurar soluções Blockchain, o futuro da tecnologia é substancial.