HDFC da Índia junta-se à lista de bancos que proibiram as compras de criptos via cartão

O banco "HDFC Bank" da Índia, o maior banco privado do país , informou os clientes de que seus cartões de débito e crédito não podem mais ser usados para comprar criptomoedas , segundo a fonte de notícias local First Post relatou em 14 de Março.

Em uma carta aos clientes enviados na terça-feira 13 de Março, o HDFC explicou que a medida foi tomada para proteger os clientes. A carta supostamente afirma:

"Para garantir a segurança de nossos clientes, decidimos não permitir o uso de cartões de crédito, débito e pré-pagos do HDFC Bank para comprar ou negociar coisas como Bitcoins, criptomoedas, moedas virtuais e comerciantes suspeitos de estarem negociando em criptomoedas, plataformas estrangeiras de trocal ou ambos ".

A carta também mencionou que o banco de reserva da Índia tinha advertido repetidamente os cidadãos "sobre os potenciais riscos econômicos, operacionais, legais e relacionados à segurança associados ao lidar com essas moedas".

A ação segue a decisão do Citibank India do mês passado de proibir os cartões de crédito e débito para compras de cripto devido a "riscos relacionados à segurança associados ao tratamento de Bitcoins".

A proibição de cartões de crédito para compras de cripto iniciou nos EUA com as gigantes J.P.Morgan Chase, Bank of America e o Citigroup em 3 de Fevereiro de 2018. O movimento foi também seguido pelo maior banco do Reino Unido, o Lloyds Banking Group em 5 de Fevereiro e o Virgin Money da Austrália, África do Sul e Reino Unido em 6 de Fevereiro. Algumas semanas atrás, um dos maiores bancos canadenses, o TD Bank juntou-se à lista.

Na segunda-feira, 12 de Março , o ex-governador indiano Shaktikanta Das argumentou que as criptomoedas "não deveriam ser permitidas", porque não há como regular as moedas digitais "efetivamente".