Banco Central da Índia considera criar rúpia digital e antipatiza com o Bitcoin

O Banco Central da Índia, o Reserve Bank of India (RBI), está considerando a possibilidade de emitir sua própria moeda fiduciária digital como alternativa ao Bitcoin, de acordo com o Economic Times. O banco expressou seu desagrado com criptomoedas como o Bitcoin, chamando-os de "moedas privadas".

De acordo com o diretor executivo do banco central, Sudarshan Sen:

"No que diz respeito às criptomoedas não-fiduciárias, acho que não estamos confortáveis. O Bitcoins, por exemplo. Essa é uma criptomoeda privada. Neste momento, temos um grupo de pessoas que estão olhando para criptomoedas fiduciárias. Algo que é uma alternativa à rupia indiana, por assim dizer. Estamos olhando isso de perto."

 

Posição do RBI sobre criptomoedas e outros desdobramentos

O banco central indiano vem divulgando avisos ao público sobre o uso de moedas digitais como o Bitcoin. De acordo com o banco, essas moedas apresentam potenciais riscos financeiros, de proteção ao consumidor, legais e relacionados à segurança.

No entanto, vários relatórios de mídia alegaram que as criptomoedas estão se tornando cada vez mais populares para os investidores. Essa popularidade atingiu uma maior altura desde a ascensão de Donald Trump à presidência dos EUA devido ao enorme salto nos preços das moedas virtuais.

Em seu comentário sobre as criptomoedas em março, o vice-presidente do RBI, R Gandhi, disse que o potencial das moedas virtuais é exagerado, citando a ausência de uma autoridade monetária ou banco central que supervisione seu uso.

"O valor parece ser uma questão de especulação. O status legal definitivamente não está lá. Embora este seja um objetivo pretendido de um VC, ele coloca um limite natural para sua progressão. E, finalmente, o uso de VCs para atividades ilícitas e ilegais foi relatado como desconfortavelmente grande".