Na tentativa de recuperar a relevância, o ex-CEO do PayPal, diz que os comerciantes de criptos estão

Poucos dias após seu primeiro ataque público à Bitcoin (BTC) como um “golpe”, o ex-CEO do PayPal, Bill Harris, disse que os cripto investidores estão “bebendo o Kool-Aid” em uma aparente referência ao Massacre de Jonestown de 1978, quando mais de 900 pessoas morreram depois de ingerirem propositadamente Kool-Aid envenenado por ordem do líder do culto, informa a CNBC hoje, 27 de abril.

Harris não tem desfrutado de muita presença na mídia antes das duas aparições desta semana - seu Twitter mostra que seu último tweet foi em agosto do ano passado. Em vez disso, depois de ser destituído como CEO do PayPal em 2000, um mês após a fusão entre a X.com e a Coinfinity que criou a entidade, Harris fundou e dirigiu a empresa de consultoria financeira Personal Capital de 2009 até os dias atuais.

Harris confusamente parece entusiasmado com o futuro do dinheiro digital, enquanto diz que o Bitcoin não se encaixa na conta devido à sua volatilidade. Harris disse à CNBC que "absolutamente acredita que o dinheiro deve ser digital, está se tornando mais digital e será completamente digital, mas isso não significa que precisamos de uma nova moeda para registrar isso".

"Não há razão para que uma nova moeda instantaneamente tenha bilhões de dólares em valor".

Em uma aparente comparação de seu próprio autógrafo com a escassez digital do Bitcoin, sem consideração pela utilidade real de ambos, Harris disse à CNBC:

"Meu autógrafo é escasso, posso prometer que nunca irei autografar um pedaço de papel mais de 21 milhões de vezes, mas isso não o torna valioso."

Harris chama a Blockchain, a tecnologia por trás da maioria das criptomoedas de, "ótima", mas ele ressaltou novamente à CNBC que uma "nova moeda" não é necessária para acompanhar a nova tecnologia:

"Há a moeda como o bitcoin, então há a tecnologia, a tecnologia blockchain tem ótimos aplicativos, incluindo transações financeiras, mas não precisamos de uma nova moeda para isso."

O atual CEO do PayPal, Peter Thiel, está otimista em relação ao Bitcoin, no mês passado descrevendo a moeda como "uma proteção contra o mundo inteiro caindo aos pedaços".