Se o Bitcoin ficar popular, o ransomware ficará popular também?

O Bitcoin e outras moedas digitais estão experimentando novos níveis e um recorde de US$ 166 bilhões na capitalização de mercado total. Mais lojas em todo o mundo estão começando a aceitar o Bitcoin como método de pagamento e inúmeras start-ups estão tendo sucesso na indústria fintech.

Com os ventos de sul tão potentes, as criptomoedas têm o potencial de se tornar um método de pagamento convencional.

Mas se o Bitcoin ficar popular, o ransomware também ficará popular?

O Bitcoin foi usado como um pagamento de ransomware por anos. Hackers (também chamados de "cryptolockers"), criptografam os discos rígidos de suas vítimas com uma chave de criptografia conhecida apenas pelo atacante. O hacker então pede a suas vítimas que paguem uma certa quantia de dinheiro a um endereço Bitcoin designado para que seus dados sejam descriptografados.

Uma vez que o Bitcoin ainda não é popular, os autores do ransomware muitas vezes escrevem instruções em vários idiomas, a fim de facilitar o pagamento das pessoas com o Bitcoin.

Fator de ameaça multiplicado

É extremamente difícil encontrar fontes que estejam dispostas a falar abertamente sobre essa questão.

Uma fonte no popular fórum Bitcointalk tocou num ponto interessante. Ele disse:

"O desenvolvimento de um ransomware não é acessível a todos e, na verdade, não é um comportamento tão comum. Agora as moedas digitais ainda são muito limitadas e difíceis para a maioria das pessoas, e, se isso mudar?"

Em outras palavras, com a moeda digital ainda não sendo popular, mesmo os potenciais hackers podem não estar bem versados ​​em seu uso. No caso de mudanças, e o Bitcoin se tornar significativamente mais amplamente utilizado no comércio convencional, é provável que o número de hackers confortáveis ​​com o processamento da moeda digital aumente. O resultado pode ser um boom no desenvolvimento do ransomware.

Claro, isso não se aplica necessariamente apenas ao Bitcoin. Há uma série de criptomoedas nativamente privadas no mercado, como Zcash e Monero. Os hackers podem um dia começar a usar estes como seu método de pagamento preferido.

Hackers vs. HBO e Apple

A HBO recentemente experimentou um grande ataque cibernético com hackers exigindo o equivalente a US$ 6 milhões em Bitcoin.

Em um vídeo de cinco minutos, os hackers alegaram que, se não recebessem o resgate completo, liberariam 1,5 terabytes de dados que roubavam da rede. Estes dados incluem uma série de episódios de televisão inéditos, incluindo "Game of Thrones" e outros. A HBO é a 17ª vítima desse grupo de hacking. Três alvos até agora se recusaram a pagar. A HBO pagou um montante parcial.

Alguns meses atrás, outro grupo de hackers afirmou ter chantageado a Apple. A "Turkish Crime Family" escreveu que exigiam US$ 75.000 em Bitcoin ou Ether da empresa, ou então eliminariam dados de iCloud e iPhone pertencentes a centenas de milhões de usuários.

O Bitcoin e outras moedas digitais são frequentemente usadas em atividades ilegais. Embora a maior parte desses ataques ocorra na Internet, temos que dizer que o Bitcoin tem um encantamento para os criminosos regulares também.

Um exemplo é quando criminosos brasileiros sequestraram uma mulher e exigiram um pagamento de Bitcoin; ou quando, em 2016, um químico ameaçou matar compradores de supermercados com cianeto que ele comprou na dark web com Bitcoins em uma tentativa de chantagem de £ 2 milhões.

Bitcoin e outras atividades ilegais

Desde o advento do mercado de drogas na Silk Road, ou talvez antes, o Bitcoin foi usado para realizar ações ilegais. Este não é um anúncio muito bom para moedas digitais. A aceitação geral do Bitcoin poderia encorajar possíveis criminosos devido à sua natureza pseudo-anônima.

É importante lembrar que cada item, idéia ou método de pagamento tem suas vantagens e desvantagens. Deve-se notar que a grande maioria do financiamento do terrorismo, lavagem de dinheiro e tráfico de drogas é conduzida em moedas fiduciárias. Isso não faz os fiduciários inerentemente ruim. O uso de Bitcoin para atividades ilegais também não o torna mal.

No entanto, é importante considerar possíveis ramificações da adoção de moeda digital convencional para que possamos criar maneiras de lidar com quaisquer consequências não intencionais. Como a expressão um tanto maliciosa afirma: cobselho só vale cedo.