O desempenho das ICO no 3º trimestre de 2018 foi uma "decepção geral", mostra estudo

O desempenho das Ofertas Iniciais de Moedas (ICOs) foi parcialmente caracterizado pela “decepção geral” no terceiro trimestre de 2018, de acordo com um estudo da firma de análise da ICO, ICORating, publicado em 15 de novembro.

Como o relatório afirma, no terceiro trimestre de 2018, 597 ICOs levantaram mais de US $ 1,8 bilhão, um valor notavelmente menor do que os US $ 8,3 bilhões supostamente levantados no trimestre anterior. Um declínio similar no investimento foi reportado no financiamento tradicional de Venture Capital (Capital de Risco) para projetos blockchain.

No relatório, o declínio no financiamento é acompanhado por um retorno médio do investimento (ROI) de -22% no terceiro trimestre de 2018. Conforme o relatório afirma:

"O mesmo indicador foi de + 49,32% no 1º trimestre e -55,38% no 2º trimestre."

A regulamentação é, em parte, citada como uma causa para a tendência de baixa, com a crescente repressão sobre esse método de captação de recursos pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), colocando em risco “centenas” de projetos.

Em junho deste ano, o presidente da SEC afirmou que, embora o Bitcoin (BTC) não seja considerado um título, a maioria dos tokens da ICO provavelmente está, exigindo que seus emissores se registrem na Comissão.

Durante o terceiro trimestre - de julho a setembro de 2018 -, o total de fundos da ICO caiu 48%. Uma queda mais significativa de mais de 78% foi registrada em setembro - o último mês do terceiro trimestre - quando comparado com maio, a metade do segundo trimestre.

ICO funding and success

Financiamento e sucesso da ICO. Fonte: ICORating

O relatório da ICORating também afirmou que 57% dos projetos da ICO que levantaram recursos no terceiro trimestre não conseguiram garantir mais de US $ 100.000.

De todos os tokens vendidos a investidores durante uma ICO no terceiro trimestre, apenas 4% foram listados nas bolsas, em comparação com os 7% listados no segundo trimestre deste ano, observa ICORating.

O relatório também menciona que 19% dos "projetos com ICOs previamente anunciadas" no terceiro trimestre excluíram seus sites e contas de redes sociais, um aumento de 10% em relação ao segundo trimestre. Os projetos que desapareceram após a coleta de fundos atraíram 3% do total do financiamento da ICO no terceiro trimestre, o que equivale a cerca de US $ 62,1 milhões, afirma o relatório.

A pesquisa também abrange as etapas em que os projetos tendem a iniciar suas ICOs: de todos os projetos incluídos no estudo do terceiro trimestre, 76,15% estavam na “fase de ideias” quando administravam a ICO - 18,72% a mais do que no trimestre anterior.

Quando se trata da escolha da plataforma para a venda de tokens, a Ethereum continua sendo a principal, com 83,75% das ICOs optando por liberar seu token em sua blockchain.

Olhando de forma mais ampla para o ano passado, o mercado da ICO tem flutuado, registrando dois picos referentes ao número de projetos e ao volume de capital levantado em dezembro de 2017 e março de 2018.

Como relatado anteriormente pela Cointelegraph, os fundos captados pelas ICOs durante o mês de outubro aumentaram 26% em relação a setembro, de US $ 403,1 milhões para US $ 508,54 milhões, apesar de apenas 54 projetos terem levantado US $ 1 ou mais.