Huobi diz "adeus" à indústria Bitcoin em meio a rumores de que ainda não acabou para a China

O braço doméstico da casa de câmbio de Bitcoin chinesa Huobi emitiu uma despedida para a indústria enquanto se prepara para fechar na terça-feira.

Em uma postagem de blog, a Huobi disse que se reimagina como um "provedor integrado de serviços de informação e pesquisa no campo vertical da Blockchain (sic)", dedicado ao mercado chinês.

Comentando o fechamento, o fundador Leon Li chamou os eventos deste mês de "um marco".

"Eu acredito que este não é apenas um marco para a Huobi, mas também um marco decisivo na história dos recursos digitais chineses e até mesmo um dia memorável no desenvolvimento de ativos digitais globais".

Embora a esperança permaneça que os comerciantes nacionais da China terão novamente acesso às casas de câmbio, os grandes nomes do país, como BTCChinaOKCoin e outros, desaparecerão de 1 de novembro.

Esta semana viu rumores de que os investidores chineses poderão usar as plataformas irmãs internacionais da Huobi e da OKCoin no futuro, quando lançarem o comércio de p2p Bitcoin-para-fiduciário. A informação, no entanto, vem apenas sob a forma de implicação. Li continuou:

"No passado, a marca Huobi na China foi um símbolo significativo na indústria de ativos digitais. No futuro, a [...] equipe Huobi continuará a participar ativamente e globalmente no desenvolvimento da indústria".

Uma medida provisória viu os comerciantes chineses retornarem em massa às plataformas p2p, principalmente LocalBitcoins, cujo uso aumentou pela segunda vez neste ano.

Weekly LocalBitcoins Volume

Li concluiu agradecendo aos usuários e reiterando o desejo de alavancar os benefícios da repressão da regulamentação chinesa. Ele escreveu:

"Com sua confiança e talento, acredito que todos os desafios que a Huobi enfrenta hoje podem ser oportunidades".