Uma patente da Huawei para um sistema Blockchain para proteger propriedade intelectual foi divulgado

Um pedido de patente baseado em Blockchain arquivado pela gigante de telecomunicações e rede Huawei foi publicado pelo State Intellectual Property Office da China na terça-feira, 6 de março. 

A Huawei, com sede em Shenzhen, inicialmente arquivou seu pedido de patente em 15 de agosto de 2016. O documento descreve um sistema de verificação baseado em Blockchain para proteção de direitos de propriedade intelectual para conteúdo digital dentro de uma rede peer-to-peer (P2P).

A rede Blockchain, conforme descrita pela Huawei, gravaria permanentemente todos os dados de verificação, como a identificação de um detentor de direitos autorais e o ponto de acesso ao conteúdo digital, de acordo com o arquivamento.

Quando um usuário envia uma solicitação de download dentro da rede P2P, o sistema de verificação identificará e comparará sua chave privada ou licença antes de dar acesso ao conteúdo. O aplicativo enfatiza que as permissões de download só serão lançadas pela plataforma baseada em Blockchain se os dados de validação corresponderem completamente.

Apesar do governo chinês proibir todas as transações domésticas criptomoedas em setembro do ano passado, e finalizar sua cláusula completa em trocas de criptografia estrangeiras e Initial Coin Offerings (ICO) no início de fevereiro de 2018, a tecnologia baseada em Blockchain ainda está vendo um desenvolvimento generalizado no país.

Em 27 de fevereiro, o maior revendedor da China, JD.com, lançou seu programa de aceleração de inicialização Al Catapult para financiar projetos inovadores da Blockchain, conseguindo atrair quatro empresas estrangeiras para Pequim. Na semana passada, o Cointelegraph relatou que a JD.com planeja implementar um sistema de rastreamento de alimentos baseado em Blockchain em suas cadeias de suprimentos.