Regulador do mercado de ações de Hong Kong "relutante" em relação à luz verde à IPO da Bitmain, relatório de fontes

O regulador do mercado de ações de Hong Kong reluta em permitir que a Bitmain, fabricante de equipamentos de mineração de Bitcoin, realize uma oferta pública inicial (IPO) na cidade. O jornal local de língua inglesa South China Morning Post (SCMP) fez essa afirmação em um artigo publicado em 19 de dezembro, com referência a fontes anônimas.

Citando duas “fontes familiarizadas com o assunto”, a SCMP despejou mais água fria nos planos da gigante de mineração Bitmain para sair com uma oferta pública, apenas um dia após a Bolsa de Valores de Hong Kong (HKEX) dizer à Cointelegraph que qualquer hesitação da parte da companhia era “rumores”.

De acordo com as fontes da publicação, o regulador do mercado acionário de Hong Kong considera “prematuro qualquer plataforma de negociação de criptomoedas - ou negócios associados à indústria - levantar fundos por meio de uma IPO em Hong Kong antes que a estrutura regulatória apropriada esteja em vigor”.

Como resultado, o SCMP sugere que as condições atuais “poderiam ser um obstáculo insuperável” para a Bitmain e outras empresas de criptomoedas que planejam lançar uma IPO.

A controvérsia cercou os planos de IPO da gigante de mineração desde que rumores sobre ela vazaram para a comunidade no início deste ano.

Vários fatores - tais como supostas vendas fracas - já contribuíram para dúvidas sobre a probabilidade de sucesso da IPO.

A HKEX entretanto repetiu sua recusa em comentar sobre o caso Bitmain quando questionado pelo SCMP.