Hong Kong pego pela criptomania e febre da ICO já que persiste o banimento Bitcoin persiste na China

A posição de linha dura contra criptomoedas e casas de câmbio tomada pelo governo central chinês teve algum impacto negativo nos mercados de criptomoedas nas últimas semanas. No entanto, o regulamento do governo chinês não prejudicou o interesse nas soluções de tecnologia Blockchain no pequeno estado insular de Hong Kong.

Hong Kong, conhecida por suas substanciais empresas bancárias e marítimas, está buscando fazer a transição para novas plataformas domésticas para empresas e espera que a tecnologia Blockchain seja a ferramenta para tornar isso possível.

Governo promovendo e ICOs proliferando

O governo de Hong Kong está buscando dar um salto. Charles d'Haussy, o líder fintech na agência econômica do governo InvestHK, disse:

"O Blockchain é uma prioridade muito alta para nós. Há um hype, e há em alguns casos a rápida pegada de dinheiro por ICOs. Mas o que estamos vendo ser construído aqui em Hong Kong é uma infraestrutura para novos negócios e empresas existentes, para garantir que a tecnologia e as inovações continuem a ser um elemento chave para o crescimento do setor financeiro".

Enquanto isso, as ICOs do país estão crescendo (por exemplo, a Dragon Corp., que espera levantar US$ 500 milhões na próxima ICO), já que a cidade apresenta um meio para que as empresas tenham um centro na Ásia Oriental sem os regulamentos incapacitantes que a China acaba de impor.

No entanto, o governo não está simplesmente abrindo as portas completamente. O Departamento de Valores e Futuros local emitiu recentemente uma declaração alertando os consumidores para manterem a devida diligência antes de investir e advertiu os proprietários que algumas ICOs podem ser consideradas ofertas de títulos.


Siga-nos no Facebook