Executivo da Morgan Creek Digital diz que halving será um "não-evento" para o preço do BTC

A queda pela metade da recompensa por bloco de Bitcoin (BTC) minerado - evento conhecido como halving - continua a gerar opiniões contraditórias sobre o desempenho dos preços. Agora um analista sugere que seu impacto será quase nulo.

Em um "tuíte" de 1º de dezembro, Jason Williams, cofundador do fundo de ativos digitais Morgan Creek Digital, disse que, ao contrário de muitos outros, ele acreditava que os mercados não se moveriam por conta do halving previsto para maio do ano que vem.

Williams: halving do BTC será um "não-evento"

"O halving do Bitcoin de maio de 2020 não fará nada com o preço. Será um não-evento”, ele resumiu.

O halving do Bitcoin reduzirá a quantidade de BTC pago aos mineradores por cada bloco de 12,5 BTC para 6,25 BTC. Como o Cointelegraph relatou, espera-se amplamente que o evento se torne um catalisador para um mercado em alta.

Os analistas divergem quando a reação pode ocorrer - as opiniões variam de vários meses antes do halving a vários meses depois dele.

Ao mesmo tempo, como observou o estatístico Willy Woo duas semanas atrás, a posição atual do Bitcoin marca um forte contraste com a configuração de alta em relação aos dois halving anteriores anteriores. 2020, concluiu, será um halving "único" para o Bitcoin.

Outros, como Jihan Wu, CEO da gigante de mineração de BTC Bitmain, compartilham a falta de entusiasmo de Williams. O Cointelegraph também divulgou uma perspectiva alternativa para o Bitcoin ao longo do halving.

Abundam boatos sobre o halving “único”

A multiplicidade de fatores que poderiam potencialmente influenciar o efeito do halving levou a discordâncias mesmo dentro do pequeno grupo de participantes do mercado.

Anthony Pompliano, um cofundador da Morgan Creek Digital conhecido por sua ardorosa defesa ao Bitcoin, anteriormente dizia que, com seu preço a US$ 7.200, o par BTC/USD ainda não estava se beneficiando do halving.

"O halving do Bitcoin não foi precificado", tuitou ele em 10 de novembro. À época, o par BTC/USD era negociado em torno de US$ 8.750 - 20% maior do que no momento desta publicação.

Enquanto isso, de acordo com um modelo de preço Bitcoin historicamente preciso, o impacto a longo prazo sobre a metade está praticamente garantido. Até 2022, a ferramenta Stock-to-Flow prevê que o par BTC/USD deveria ter saltado para mais de US$ 100.000.

PlanB, criador do modelo, o dobrou as cifras em outubro, reconhecendo que sua precisão pode não durar além dos próximos de halving.