Novos dados apontam que aumento do número de ricos do BTC já é igual ao dos primeiros anos do Bitcoin

O número de endereços Bitcoin (BTC) que contêm mais de 1.000 BTC (US$ 8,3 milhões) está crescendo em 2019 no mesmo ritmo que antes de 2014, mostram novos dados. 

Woo está "super otimista" com a tendência das carteiras 

Carregado nas redes sociais pelo estatístico do Bitcoin Willie Woo em 11 de outubro, um gráfico do crescimento do número de endereços de Bitcoin em equilíbrio mostra que a rede agora está repetindo uma tendência de seus primeiros anos.

Addresses by Balance

Fonte: charts.woobull.com

"A taxa de crescimento dos endereços com 1000 BTC agora corresponde ao crescimento inicial da rede do Bitcoin", resumiu.

Woo estava expandindo os dados originais do recurso de análise de blockchain Glassnode

Segundo ele, o novo desejo por grandes saldos de Bitcoin a preços muito mais altos do que cinco anos atrás dialoga com indivíduos mais ricos que entram no espaço.

Se aqueles que geravam endereços com mais de 1.000 BTC na época estavam fazendo isso por curiosidade técnica, os incentivos em 2019 são puramente financeiros. Woo concluiu:

“Na minha opinião, provavelmente testemunhamos um novo renascimento do Bitcoin, este alimentado pelo influxo de capital de investidores de alto patrimônio líquido, enquanto o primeiro era do especialista em tecnologia que estava inicializando a rede. Super otimista.”

Crescimento da lista dos ricos do Bitcoin

Os dados sugerem a trajetória dos saldos que superam os 1.000 BTC apanhados no início de 2019 após um período de crescimento estável, que começou no final de 2013, pouco antes da implosão da principal exchange Bitcoin, a Mt. Gox.

Como o Cointelegraph informou no mês passado, o número de endereços contendo mais de US$ 100.000 também atingiu um nível recorde.

Até o momento, 3.070 endereços mantinham mais de 1.000 BTC cada um, representando apenas 0,01% do total, de acordo com a Lista dos Ricos do Bitcoin da BitInfoCharts. Note-se também que muitos dos endereços mais ricos - especificamente os quatro principais - pertencem a exchsnges como a Binance, que mantém Bitcoins pertencentes a milhões de usuários.