Polícia Grega Prende Homem que Lavou US$ 4 Bilhões em Bitcoin ao Longo de 6 Anos

A polícia grega prendeu um homem russo acusado de liderar um grupo que lavou US$ 4 bilhões em Bitcoin ao longo de seis anos.

De acordo com os recursos de notícias RBC e Mail.ru, o homem não identificado está agora sob custódia após uma operação conjunta da aplicação da lei americana e grega.

O mandado de prisão foi originalmente emitido pelo Ministério da Justiça dos EUA e refere-se a atividades que envolvem o uso do Bitcoin desde 2011.

"Podemos confirmar que um cidadão russo foi preso ontem (25 de julho) por ordens do Ministério da Justiça dos EUA", disse à RBC uma fonte do consulado geral russo em Thessaloniki.

"Sua detenção ainda não está finalizada e, por enquanto, ele simplesmente está preso".

Uma incursão no quarto de hotel de 38 anos produziu vários computadores, telefones e cartões de crédito, segundo relatórios adicionais do Mail.ru.

Os detalhes do esquema ainda estão para aparecer, mas não é, nem de longe, o primeiro incidente de transações relacionadas com Bitcoin levando a prisões e manchetes internacionais dos EUA.

Operar empresas de transferência de dinheiro sem licença frequentemente se torna motivação para sentenças de prisão nos últimos anos, uma vez que o comércio informal do Bitcoin está errado.


Siga-nos no Facebook