Google vai banir todas as propagandas relacionadas ao cripto a partir de junho de 2018

O Google vai proibir todos os tipos de propaganda relacionada às criptomoedas em junho de 2018, de acordo com uma atualização recente da política de serviços financeiros.

A notícia de uma proibição de anúncios sobre cripto apareceu poucos dias depois que anunciantes de criptomoedas que usam o Google Adwords perceberam uma queda drástica em número de visualizações de suas propagandas, de acordo com as publicações nas páginas de suporte do Adwords. Entretanto, naquele tempo o Google Adwords negou qualquer alteração nos regulamentos dos Serviços Financeiros que poderiam bloquear os anúncios relacionadas às criptomoedas ou à oferta inicial de moedas (ICO).

De acordo com a política de produtos financeiros recém-atualizada do Google, os anúncios sobre "criptomoedas e conteúdo relacionado (inclusive, mas não limitado às ofertas de moedas iniciais, casas de câmbio, carteiras de criptomoedas e conselhos de negociação de criptomoedas)," não serão aceitos.

Essa ação afeta todos os produtos publicitários do Google, o que significa que as empresas não poderão exibir anúncios relacionados às criptomoedas nos próprios sites do gigante do mecanismo de pesquisa, bem como sites de terceiros em sua rede.

Scott Spencer, Diretor de Anúncios Sustentáveis no Google, disse à CNBC hoje, 14 de março:

"Nós não temos uma bola de cristal para saber como vai ser o futuro das criptomoedas, mas já vimos bastante danos ao consumidor ou potencial para danos ao consumidor que é uma área que preferimos tratar com extrema cautela".

O Facebook já proibiu os anúncios relacionados ao cripto em janeiro deste ano, citando o potencial de "práticas de promoção enganosas".

Os anúncios sobre criptomoedas também estão desaparecendo dos sites chineses de mídia social em meio às proibições da China de intercâmbios de cripto e ICOs.