Líderes dos países do G20 pedem tributação internacional por criptomoeda

Os países do G20 pediram a taxação da criptomoeda, bem como sua regulamentação para combater a lavagem de dinheiro, segundo o site japonês Jiji.com informou em 2 de Dez.

De acordo com o Jiji.com, o texto final de um documento entregue em conjunto pelos líderes do G20 pede "um sistema de tributação para os serviços de pagamentos eletrônicos transfronteiriços".

O artigo então especifica que sob as leis atuais, empresas estrangeiras que “não têm uma fábrica ou outra base no Japão” não podem ser tributadas pelo governo local. A publicação, então, cita que os líderes do G20 buscam “construir um sistema de tributação para serviços eletrônicos transfronteiriços”.

Os estados membros, reunidos neste final de semana em Buenos Aires, Argentina, estão trabalhando no sistema e “considerarão a questão durante 2019, quando o Japão será o presidente da cúpula”. Uma versão final dos regulamentos, depois de considerar propostas de cada estado membro, é esperado que esteja em vigor até 2020.

Como a Cointelegraph relatou em outubro, o CEO da empresa responsável pelo aplicativo de investimento em criptomoedas, Circle, havia clamado por “normalização no nível do G20” da indústria de criptomoedas.

Em julho, o ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, também pediu ao G20 que tenha um debate público sobre as criptomoedas na cúpula deste fim de semana.

Le Maire disse que os líderes "terão uma discussão toda sobre a questão do Bitcoin (BTC)", já que "há risco evidente de especulação". Ele então concluiu que a França precisa "examinar isso com outros membros do G20" para ver como podemos regular o Bitcoin. ”