FT: Há múltiplas alegações de assédio on-line contra a equipe IOTA, membro da diretoria da fundação diz que não está "ciente" dos incidentes

A agência de notícias Financial Times (FT) publicou um artigo na quarta-feira, dia 25 de abril, com detalhes sobre as alegações levantadas por algumas pessoas contra a IOTA. De acordo com o relatório da FT, alguns membros da equipe da IOTA recorreram às ameaças de ação legal ou violência ao lidar com os que criticam seu projeto on-line.

Quando lhe pediram para comentar o relatório, Ralf Rottmann, um membro da diretoria da Fundação IOTA, disse à Cointelegraph que “ingressou no Conselho de Administração há pouco tempo e não está pessoalmente um ciente de nenhum dos incidentes alegados”:

“O que eu sei: a Fundação IOTA continua a ganhar renomados parceiros corporativos e consultores, que cuidadosamente analisam com quem fazem a parceria, o que para mim é algo que fala por si. Também nunca testemunhei pessoalmente nenhum membro da Fundação IOTA intimidando ninguém. Há debates acalorados no Twitter, mas isso faz parte dessa atividade, como você claramente sabe. Adoraria que a Cointelegraph se concentrasse no progresso e o lado positivo! ”

O artigo da FT fala mais sobre a resposta da IOTA a um estudo no ano passado, feito pelo MIT Media Lab e escrito no Medium, que alega que os pesquisadores descobriram uma vulnerabilidade na função hash do IOTA - escrita por desenvolvedores do IOTA - que poderiam ter permitido falsificações de assinaturas IOTA.

As aparentes vulnerabilidades foram removidas e a equipe do IOTA já disse que elas não iriam permitir a falcificação, já que o Coordenador teria impedi-lá - o sistema de "emaranhamento" do IOTA, em oposição à sistema Blockchain, ainda não é descentralizado.

De acordo com a FT, quando um escritor da Forbes falou sobre a pesquisa do MIT, o membro do conselho de diretores da IOTA Foundation, Dominik Schiener, enviou uma mensagem no Slack, dizendo que “ela precisa ser esbofeteada”.

Tim Swanson, o diretor da empresa de consultoria tecnológica Post Oak Labs, disse à FT em referência à resposta da IOTA sobre as vulnerabilidades encontradas pelo MIT:

“Uma vez que você começa a ameaçar equipes de pesquisa independentes que examinam e verificam ... você não está apenas criando má vontade, mas na verdade está criando um ambiente no qual os pesquisadores de segurança não se sentem mais seguros para fornecer uma verificação independente das alegações que beneficiam a sociedade no geral."

O CEO da IOTA, David Sønstebø, também xingou as fontes de notícias no Twitter, como o TheNextWeb e outros usuários do Twitter que criticam a IOTA. Em fevereiro deste ano, o twitter da IOTA postou que "colocaria na lista negra" TheNextWeb devido a sua "difamar de propósito":

@TheNextWeb está aqui na lista negra da IOTA Foundation e não vamos prosseguir com os nossos acordos planejados com eles. A razão é que @Mixtatiq repetiu a difamação deliberada através da fabricação, mentiras e completa deturpação de nossas posturas.

Sønstebø disse uma vez no Twitter - ironicamente - que ele "não é um professional” para as mídias, e antes disso tuitou, mais de uma semana atrás,

“Eu sou 'direto' e brutalmente honesto com as pessoas que atacam o IOTA, um projeto sem fins lucrativos com intenções puras, com falsidades, acusações loucas e difamação geral, sim. Se isso me faz rude, eu sou rude como um fdp".

A FT refere-se ao “exército de trolls” da IOTA intimidando as pessoas de tal forma que três com quem eles queriam conversar para o artigo se recusaram a fazê-lo, uma delas mencionando o medo de danos físicos.

Swanson também disse à FT que ele apagou um retweet de um artigo criticando o IOTA por se sentir "intimidado" depois de receber mensagens por Skype de um membro da equipe IOTA sobre seu retweet. Quando perguntado sobre as alegações de Swanson no artigo da FT, Rottman disse à Cointelegraph que a “Fundação IOTA denuncia categoricamente essas alegações comprovadamente falsas”:

“Timothy Swanson é um conhecido de David Sønstebø desde 2013, eles discutiram regularmente vários assuntos relativos à área de criptomoedas por muitos anos. David ficou perplexo ao ver Swanson retweetando a narrativa desmentida da DCI e simplesmente enviou-lhe duas mensagens informais no Skype com pergunta: "Hey" e "Por que você está retweetando fud?". Essa foi toda a extensão da comunicação de David para Swanson, Swanson então escolheu retirar os tweets. Nunca houve intimidação envolvida aqui. Eu vi um screenshot da conversa no Skype que David estava tendo com Timothy em 12 de dezembro de 2017 e de forma nenhuma posso entender como alguém poderia se sentir intimidado por David se aproximando do jeito como ele fez. ”

Durante uma entrevista com a Cointelegraph em janeiro deste ano, Sønstebø falou sobre o futuro do IOTA, enfatizando “a equipe fantástica que [eles] montaram e continuam montando, tendo desenvolvedores e consultores líderes mundiais é vital para o projeto, é algo que muitos projetos consideram secundário, mas a execução é tudo ”.