Coletes amarelos da França planejam corrida aos bancos para "amedrontar o estado sem violência"

O movimento político de base francês Gilets Jaunes - ou Coletes Amarelos em português - está planejando uma corrida aos bancos semelhante à Prova de Chaves do Bitcoin’s (BTC), fontes revelaram os planos em redes sociais em 7 de janeiro.

Apelidado de "Referendo dos Coletores", a mais recente manifestação do movimento pede aos apoiantes que retirem todas as suas poupanças e outros fundos depositados das instituições financeiras no sábado.

Falando em um vídeo no Facebook, um ativista conhecido apenas como Tahz San disse que o gesto tinha como objetivo “amedrontar este estado (francês) completa e legalmente sem qualquer violência, ainda mais efetivamente do que se esperava” ao longo da história do movimento Gilet Jaunes.

"É o pior pesadelo dos nossos eleitos", acrescentou.

Como observa a revista local Capital, o potencial elemento disruptivo do Referendo pode ser tecnicamente considerável. O eventual comparecimento, no entanto, provavelmente será baixo o suficiente para não provocar uma crise, acrescenta.

No entanto, aqueles nos círculos do Bitcoin farão paralelos entre o referendo e o evento Prova de Chaves da semana passada organizado por um único investidor, o empresário Trace Mayer.

Cronometrado para coincidir com o décimo aniversário do bloco-gênese do Bitcoin, o Prova de Chaves teve como objetivo estimular os usuários do Bitcoin a remover todas as moedas armazenadas com terceiros confiáveis ​​e retomar o controle de suas chaves privadas.

A corrida aos bancos de fiduciário, por sua vez, contribuiu para o apelo do Bitcoin - pelo menos psicologicamente - como com a crise financeira do Chipre em 2013 aparecendo para aumentar o preço da criptomoeda.