Relatório: principal porto marítimo da França usa piloto blockchain para logística

O principal porto comercial da França, o Marseille Fos, participará de um piloto blockchain para frete logístico em junho de 2019, informou o portal PortSEurope nesta quarta-feira, 6 de março.

O projeto pretende usar a tecnologia blockchain na cadeia logística de suprimentos e no frete intermodal do corredor de transporte do eixo Mediterrâneo-Rhône-Saône (MeRS).

Segundo o relatório, a iniciativa blockchain é apoiada pela autoridade francesa, a Delegação Interministerial para o desenvolvimento do porto e da logística do MeRS. O projeto também é apoiado financeiramente pela instituição financeira do setor público francês Caisse des Dépôts, pela autoridade de navegação Voies navigables de France e pela empresa de geração de eletricidade Compagnie National Rhone.

A iniciativa pretende examinar a capacidade da blockchain de aumentar a eficiência no gerenciamento de dados na cadeia de transporte digital, trazendo mais segurança no compartilhamento de dados entre as partes envolvidas na logística portuária.

O piloto é desenvolvido por três empresas focadas em logística, cadeia de suprimentos e tecnologia blockchain: Marseille Gyptis International, BuyCo e KeeeX.

O Marselha Fos é conhecido como o segundo maior porto do Mediterrâneo e o quarto maior porto da Europa.

O porto francês não respondeu ao pedido do Cointelegraph para comentários até o momento desta publicação.

Recentemente, a empresa russa de transporte marítimo Infotech Baltika anunciou o desenvolvimento de um sistema de blockchain para lidar com operações portuárias.

Também na Rússia, o Ministério dos Transportes planeja testar a solução de remessa blockchain TradeLens, desenvolvida pela IBM e pela Maersk.