Fundador da alternativa ao Libra do Facebook exagera nas 'parcerias'

O fundador do projeto OpenLibra, Lucas Geiger, supostamente exagerou na participação de algumas das organizações envolvidas no projeto.

Fundador da OpenLibra pediu desculpas através do Telegram

Em 11 de outubro, o Coindesk informou que pelo menos quatro pessoas e/ou organizações negaram o fato de apoiarem o projeto OpenLibra. Outros estão minimizando seu envolvimento no OpenLibra, que visa se tornar uma alternativa ao Libra do Facebook.

Lane Rettig, desenvolvedor da Ethereum, empolgou-se no Twitter em 8 de outubro para compartilhar o anúncio do OpenLibra de Geiger na conferência de desenvolvedores da Ethereum Devcon 5, em Osaka, no Japão, acrescentando:

“Ver #openlibra anunciado publicamente pela primeira vez está causando arrepios. Estou muito empolgado com esta iniciativa de "trancar a porta aberta" para a tecnologia libra".

Durante o lançamento, certos nomes foram erroneamente associados ao projeto, enquanto outros foram usados sem a devida permissão. Algumas organizações foram apresentadas como membros quando, na verdade, nada têm a ver com o OpenLibra. Geiger depois se desculpou em uma mensagem do Telegram ao CEO da Chainlink, Sergey Nazorov e Coindesk, dizendo:

"Estávamos com pressa preparando materiais, e minha equipe pegou uma lista que eu tinha de parceiros e possíveis parceiros e a colocou no site. Foi removido agora. Desculpas pelo problema que isso causou. Eu deveria ter acompanhado mais de perto.

Lançamento do OpenLibra

O Cointelegraph informou em 9 de outubro que os desenvolvedores do OpenLibra haviam lançado a primeira versão da alternativa proposta ao Libra, do Facebook. O site explica:

“Apesar da pressão dos governos, acreditamos que o Facebook provavelmente terá sucesso em seu objetivo. Os governos da OCDE se concentrarão em seus próprios resultados e, na realidade, têm pouco poder legislativo para alavancar uma força transnacional como o Libra do Facebook. Por esse motivo, estamos criando o OpenLibra. ”