Startup liderada por ex-executivo da Visa envia quase 4.000 cartões de cripto em uma semana

A Crypterium, empresa de pagamento cripto liderada por um ex-executivo da Visa, enviou cerca de 4.000 cartões de débito cripto em uma semana desde o lançamento do cartão, segundo um comunicado de imprensa em 27 de junho.

A Crypterium, uma empresa de fintech com sede na Estônia, lançou  seu Crypterium Card em 12 de junho, oferecendo à comunidade global um cartão pré-pago carregado com grandes criptomoedas como Bitcoin (BTC), Ether (ETH), Litecoin (LTC), USD Coin (USDC), bem como o próprio token da Crypterium, o CRPT.

Como a empresa escreveu no anúncio, o novo cartão Bitcoin funciona “da mesma forma que um cartão pré-pago tradicional”, permitindo compras on-line e in-store em cripto em vários serviços, incluindo Amazon e Netflix, bem como taxas de matrícula, contas médicas, entre outros. Com isso, os usuários também podem sacar de “qualquer um dos 2 milhões de caixas eletrônicos”, com fundos convertidos automaticamente em moedas locais.

A Crypterium conseguiu entregar 3.736 Crypterium Cards para cerca de 70 países na primeira semana após o lançamento da solução, citando a "demanda em expansão" em meio ao atual aumento de preço da BTC e ao nascente mercado em alta.

Embora a maioria das encomendas de cartões tenha vindo dos EUA, a empresa também notou uma demanda significativa da região da Ásia-Pacífico, com a Austrália ocupando o terceiro lugar em termos de pedidos. A demanda excepcional, em particular, veio de países com moedas locais fracas e economias instáveis.

Steven Parker, ex-gerente geral da gigante global de pagamentos Visa, disse que esses números impressionantes refletem a demanda global real por um "cartão de débito estável" que fornece status igual às criptomoedas e tradicionais em termos de pagamentos.

No dia 11 de junho, o serviço de exchangecarteira cripto dos EUA Coinbase lançou o cartão de débito Visa em seis países europeus, permitindo que os clientes sincronizassem seus cartões diretamente com suas contas da Coinbase e retirassem moedas fiduciárias dos caixas eletrônicos.

No início desta semana, o Cointelegraph informou que o número total de caixas eletrônicos globais de Bitcoin (BTMs) chegou a 5.000.