Ex-banqueiro brasileiro investe em plataforma que permite uso de criptomoedas para pagamentos no varejo

*Esta matéria foi corrigida em 28 de agosto.

O ex-banqueiro brasileiro Saul Sabbá, que por 34 anos foi proprietário do Banco Máxima, criou uma startup para facilitar os pagamentos no varejo, através da plataforma de easy-wallet e cashback Start Pay, aceitando inclusive criptomoedas. A notícia foi publicada pela Istoé Dinheiro.

A plataforma digital Start Pay, que permite pagamento de contas no varejo com diversas moedas fiduciárias e digitais, passou a aceitar seu primeiro criptoativo para pagamentos recentemente. A criptomoeda estreante é a Best Koin, criada pelos empresários portugueses Pedro Ferreira e Pedro Ribeiro para facilitar transações no varejo, com foco especial no turismo. Além dela, a plataforma também aceita Bitcoin (BTC), Bitcoin Cash (BCH), Ethereum (ETH), Litecoin (LTC) e Ripple (XRP).

Segundo a matéria, Sabbá criou a startup depois de vender o banco em dezembro de 2017. Neste ano, ele lançou a plataforma Start Pay, apostando na oferta de uma easy wallet e com o conceito de cashback, que facilita transações de pagamento e devolve até 20% do montante ao cliente.

A Start Pay está disponível somente para o mercado brasileiro, apesar de ter planos de expansão para outros países. Sabbá diz que o aplicativo permite a conversão do saldo de criptomoedas para reais, em lotéricas espalhadas em todo o Brasil, com limite de saque de R$ 1.500. Além disso, a startup é parceira da exchange Mercado Bitcoin, que é responsável pela conversão.

A plataforma ainda tem planos de oferecer um sistema de crédito, com as primeiras operações realizadas em peer-to-peer, com empréstimos entre usuários.

Já a criptomoeda Best Koin foi criada para facilitar as transações financeiras no setor de turismo, tentando lidar com a volatilidade no câmbio e tarifas bancárias de transações no exterior. A ICO com 500.000.000 unidades da criptomoeda foi realizada em abril de 2019, e o cofundador Pedro Ribeiro lembra que não necessariamente a oferta tinha objetivo de levantar recursos:

"A ICO não foi realizada para angariar recursos. Com a operação, buscamos chamar atenção do mercado para a chegada de uma nova criptomoeda, em busca de estabelecimentos que aceitem negociar a Best Koin".

Segundo a matéria, os tokens da Best Koin não são minerados como as demais criptomoedas, mas podem ser adquiridos pela Start Pay. A criptomoeda ainda deve começar a ser listada em exchanges a partir de outubro.