A ex-presidente da FDIC diz que

Sheila Bair, ex-presidente da Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC), disse ao programa "Fast Money" da CNBC na sexta-feira, dia 19 de Janeiro, que não existe precedente para proibir o Bitcoin (BTC) como um ativo, mas há uma necessidade de regulamentação adicional das moedas digitais.

Bair já havia escrito uma edição em Dezembro de 2017 para o Yahoo ao longo do mesmo tema de mais regulamentação sem qualquer proibição contra o BTC.

Na entrevista para a "Fast Money" nesta sexta-feira, Bair reiterou que "não banimos ativos", a regulamentação dos mercados de criptomoedas é necessária para prevenir a lavagem de dinheiro e o potencial de manipulação do mercado.

Bair parece favorável aos lançamentos recentes da CBOE e da CME dos contratos de futuros do bitcoin, dizendo:

"Eu acho que o fato de que o CME e o CBOE terem lançado futuros contratos, efetivamente pode ajudar porque, na verdade, eles também forneceriam [órgãos regulamentadores governamentais] uma janela para prestação de serviços, recebendo mais relatórios das subjacentes exchanges de bitcoins que alimentam os preços em seus produtos de futuros. Isso dará à CFDC uma janela e algumas informações para garantir que não haja manipulação ".

A principal preocupação de Bair com o bitcoin é que o público pode ser atraído pela promessa de altos retornos e começar a investir em bitcoin e outras moedas digitais sem uma compreensão clara do que esses produtos realmente são.

Em relação à compreensão geral do público das criptomoedas, Bair diz:

"Eu acho que há muita confusão entre bitcoin e a tecnologia blockchain".

Atualmente, Bair atua no conselho da Paxos, uma empresa fintech que trabalha com a tecnologia Blockchain. Ela afirmou durante a entrevista à CNBC que não possui bitcoin.


Siga-nos no Facebook