Bitcoin e Ethereum

A Rússia deve criar sua própria alternativa para o Bitcoin e o Ethereum porque eles são "desenvolvidos em criptografia estrangeira", disse um político de alto nível.

Falando aos jornalistas na segunda-feira, o ministro das comunicações Nikolay Nikiforov disse que o país, que assinou na semana passada uma parceria com a Ethereum Foundation, é "absolutamente capaz" de desenvolver sua própria alternativa.

"Bitcoin e Ethereum são criptomoedas desenvolvida com base na criptografia estrangeira. A Rússia tem sua própria escola de criptografia", comentou citado pela Sputnik News.

"Eu acho que somos absolutamente capazes de criar uma unidade criptográfica, uma ferramenta, baseada na tecnologia Blockchain, e elaborar regulamentos concretos para definir a estrutura para as operações".

Nikiforov acrescenta à cada vez mais confusa postura governamental russa sobre criptomoedas, que enfrenta uma mistura de apoio e ameaças de proibição dos burocratas.

O vice-ministro das Finanças, Alexey Moiseev, anunciou em uma entrevista de TV na semana passada que as criptomoedas só deveriam estar disponíveis para "investidores autorizados" através da Bolsa de Valores de Moscou e não para "pessoas comuns". Ele acrescentou que era "difícil argumentar contra" a criptomoeda ser um "esquema de pirâmide."

Ao mesmo tempo, um grupo de trabalho deve recomendar a proibição de que pessoas privadas realizem mineração de Bitcoin em casa devido ao que um porta-voz descreveu como preocupação de segurança.

Enquanto isso, um esforço concertado patrocinado pelo Estado para tirar da China a primazia da mineração está em andamento, com planos para arrecadar até US$ 100 milhões em apoio.

Nikiforov acrescentou que os regulamentos sugeridos para criptomoedas seriam "apresentados pelo governo", já que eles já estavam preparados.