Fidelity Charitable recebeu mais de US$100 milhões em doações cripto desde 2015

A fundação independente Fidelity Charitable recebeu mais de US$ 100 milhões em doações de criptomoedas, segundo seu mais recente relatório publicado.

Em seu “2019 Giving Report” (Relatório de Doações 2019), a Fidelity Charitable fez revelações sobre o desenvolvimento de suas contas ao longo de 2018 e forneceu informações sobre seu crescimento desde a sua criação.

Em números gerais, o montante de doadores chegou a 204.292 em 2018, enquanto em 2009 a empresa tinha 51.918 contas.

Eliminando impostos sobre ganhos de capital

Apenas em contribuições em moeda digital, a Fidelity recebeu US$ 106 milhões em doações em criptomoedas desde que começou a aceitar este tipo de transferências em 2015, incluindo US$ 30 milhões em 2018. O relatório ainda escreve:

“Embora os valores de criptomoeda tenham diminuído consideravelmente até o final de 2018, eles começaram o ano em um pico. A capacidade da Fidelity Charitable de aceitar doações em criptomoedas, incluindo Bitcoin, permitiu que esses doadores eliminassem quaisquer impostos sobre ganhos de capital e dessem o valor justo de mercado à caridade. ”

Em 2017, a Fidelity teria recebido US$ 69 milhões — fazendo daquele o principal ano de doações de criptomoedas — enquanto que em 2016, o valor de doações cripto foi de apenas US$ 7 milhões.

Algumas organizações filantrópicas ao redor do mundo também adotaram as doações em criptomoedas. No início de agosto, a holding sul-coreana SK C&C divulgou planos para uma plataforma de doação baseada em um fork da blockchain da Ripple. A plataforma ainda teria suporte a uma stablecoin atrelada em uma proporção de 1: 1 ao won, assim como um utility token.

Uma campanha de caridade cripto chamada “Airdrop Venezuela” ainda registrou cerca de 60.000 beneficiários verificados e arrecadou US$ 272.000 desde o seu lançamento no outono de 2018.