'O Fed garantiu uma 'bull run' para o Bitcoin em 2020' afirma o analista Joe McCann

De acordo com publicação nas redes sociais, Joe McCann, fundador e presidente do conselho da NodeSource, o "Federal Reserve (Fed) dos EUA abriu o caminho e garantiu a alta do Bitcoin em 2020 devido à alta probabilidade de mais cortes nas taxas de juros". 

O corte nas taxas de juros é a estratégia do Fed para alcançar estabilidade de preços e crescimento econômico sustentável. A taxa é reduzida ou aumentada, dependendo do fluxo de caixa da economia. 

Joe McCann, por outro lado, defende a opinião de que o Bitcoin continuará subindo até 2020. Segundo ele, o movimento foi pavimentado e garantido pela alta probabilidade de mais cortes nas taxas de juros pelo Federal Reserve. 

McCann também anexou uma imagem que mostra as Probabilidades de Taxa de Juros Mundial (WIRP) para as próximas reuniões do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC), onde será tomada a decisão.

Segundo a imagem divulgada pelo analista, a reunião do FOMC prevista para 18 de setembro de 2019 pode levar a um corte de 25 pontos base (bps), levando a taxa de juros para um intervalo entre 1,75% e 2%.

Além disso, há uma chance de 90,8% de que a nova taxa fique entre esse intervalo. Vale ressaltar, no entanto, que a taxa antecipada (taxa a termo) que pode ser definida no próximo mês é de 1,85%.

Na mesma linha, a taxa de juros antecipada ou a termo durante a reunião do FOMC em 30 de outubro de 2019 e 11 de dezembro de 2019 é de 1,71% e 1,54%, respectivamente. 

A reunião do FOMC também está agendada para acontecer entre janeiro e setembro de 2020. Como no caso de 2019, o corte antecipado de taxas foi definido e a meta de variação é de 1,39% (29 de janeiro de 2020) a 1,07% (16 de setembro de 2020).

A comunidade de criptomoedas foi rápida em expressar suas opiniões. Alan Silbert acredita que, com mais cortes nas taxas de juros, ocorre uma maior adoção do Bitcoin. Na opinião de Silbert, cada vez que o Fed reduz as taxas de juros, as pessoas tendem a trocar seus dólares por empreendimentos mais promissores. Um deles é o Bitcoin.

O Bitcoin está custando US$ 9.557 no momento desta publicação. Na quarta-feira, a criptomoeda estava sendo negociada na região de US$ 10.000 antes de seu repentino declínio ocorrido na quinta-feira. 

O mercado tem apresentado um sentimento de medo em relação ao Bitcoin mas, conforme reportado pelo Cointelegraph, muitos analistas acreditam que este é um ótimo momento para investir no ativo digital.