Site de fake news promove Bitcoin com imagem do ex-premiê da Nova Zelândia

Um suposto site de fake news divulgou um artigo relacionado à cripto que emprega a imagem do ex-primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, informou a mídia local Stuff em 5 de janeiro.

O anúncio teria promovido o Bitcoin (BTC) e uma empresa chamada "Crypto Revolt", que supostamente é um site de golpes clonado. O artigo explica ainda que o anúncio imita uma página de notícias de negócios da Stuff e “pretende entrevistar John Key a respeito de seu entusiasmo com o Bitcoin”.

Além disso, no lugar do logotipo da Stuff há um logotipo do “NZ Times”, e todos os links supostamente levam ao site da Crypto Revolt. A fonte que encontrou o anúncio sugeriu que o endereço da web era suspeito e que a empresa em si poderia ter sido hackeada.

Como o Cointelegraph reportou em dezembro de 2017, Key negou rumores que então circulavam de que ele investiu em Bitcoin. A alegação de que Key era um investidor de Bitcoin supostamente veio originalmente de outro site de notícias falsas, que foi a ligação para o qual se propagasse através das redes sociais.

A polícia da Nova Zelândia também alertou sobre fraudes on-line em setembro, depois que um investidor em cripto perdeu US $ 213.000 devido a fraudes. Em novembro, a Autoridade de Mercados Financeiros da Nova Zelândia (FMA, na sigla em inglês) também adicionou três sites relacionados à criptomoeda a sua lista negra de fraudes on-line, e outros três foram agregados à lista em dezembro.