Facebook cancela a proibição de anúncios de criptomoedas, mantém proibição de ICOs

 

O Facebook atualizou sua política para permitir que moedas cripto sejam anunciadas mais uma vez, ao mesmo tempo em que defende a proibição da promoção de ofertas iniciais de moedas (ICOs), em um anúncio publicado na terça-feira, 26 de junho.

O anúncio de hoje diz que a empresa tem procurado a melhor maneira de "refinar" sua proibição geral de publicidade relacionada à criptomoeda "nos últimos meses", a fim de "permitir alguns anúncios enquanto trabalha para garantir que eles sejam seguros".

A "política de produtos e serviços proibidos" revisada do Facebook agora declara:

"A partir de 26 de junho, permitiremos [...] anúncios que promovem a criptomoeda e o conteúdo relacionado de anunciantes pré-aprovados. Mas continuaremos a proibir anúncios que promovam opções binárias e ofertas iniciais de moedas.”

A política recém-atualizada exige que os anunciantes que desejam exibir anúncios de produtos e serviços de criptomoedas enviem uma aplicação para permitir que o Facebook avalie sua elegibilidade. Os candidatos são instruídos a incluir “todas as licenças que obtiveram, sejam elas negociadas em uma bolsa de valores pública e outras informações públicas relevantes sobre seus negócios”.

Dadas essas restrições, o Facebook admite que “nem todos que desejam anunciar poderão fazê-lo”. A empresa afirma que ouvirá o feedback e “se necessário” revisará sua política ao longo do tempo. Também declara que continuará “estudando” a tecnologia que sustenta as criptomoedas à medida que continua a desenvolver sua política.

O Facebook introduziu sua proibição pela primeira vez em janeiro de 2018, que, segundo ele, foi projetada para impedir “anúncios que promovam produtos e serviços financeiros que frequentemente são associados a práticas promocionais enganosas”.

Na época, o Facebook enfatizou que sua política inicial era "intencionalmente ampla", para permitir que a empresa tivesse tempo de aprimorar medidas para detectar e impedir promotores inescrupulosos.