Ex-comissário da SEC e veterano de investimento bancário se unem à equipe da Bitfury

A empresa de tecnologia Blockchain Bitfury adicionou um banqueiro de investimento a seu conselho de diretores e uma ex-membro da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) a seu conselho consultivo, segundo uma postagem no blog oficial da empresa em 21 de novembro.

Fundada em 2011, a Bitfury é reconhecida como a maior empresa não-chinesa que desenvolve o software blockchain  do Bitcoin (BTC) e fornece infraestrutura para a mineração de BTC.

O recém-nomeado membro votante do conselho de administração da Bitfury, Antoine Dresch, é cofundador da Koreyla Capital, um fundo de private equity focado no setor de tecnologia (PE). Dresche tem mais de 20 anos de experiência em banco de investimento com o Goldman Sachs, o UBS London e o Morgan Stanley, de acordo com um perfil executivo da Bloomberg.

No Morgan Stanley, supervisionou grandes transações de fusões e aquisições (M & A) e de Oferta Pública Inicial (IPO) na Europa, antes de fundar a Dresch Digital Media Advisory (DDMA) em 2011 para assessorar a mídia européia e investidores na Internet. Desde 2016, ele é sócio e co-fundador da Korelya Capital, com sede em Paris, um fundo de PE de 200 milhões de euros (US $ 228,1 milhões).

A nova assessora do conselho consultivo da Bitfury, Annette Nazareth, está preparada para fornecer orientação sobre questões regulatórias nos mercados financeiros e assessorar o crescimento da empresa.

Como ex-comissária da SEC, Nazareth trabalhou em uma série de iniciativas regulatórias, incluindo “regras de divulgação de qualidade de execução, implementação de precificação decimal de ações, reformas de venda a descoberto, regras de transparência de dívida corporativa e modernização do sistema nacional de mercado”. Ela é a chefe da prática de Trading and Markets no escritório do escritório de advocacia internacional Davis Polk & Wardwell em Washington DC.

Conforme revelado no final de outubro, a Bitfury está avaliando seu próprio IPO, com fontes “familiarizadas com o assunto” alegando que a empresa está examinando uma série de opções, incluindo o aumento do financiamento da dívida ou a venda de uma participação minoritária. A Bitfury supostamente esteve em contato com bancos de investimento globais em relação a seus planos.

Em setembro, a Bitfury lançou uma nova geração de seu hardware de mineração BTC baseado em um circuito ASIC, Bitfury Clarke, pouco antes de outro gigante mundial de mineração, a Bitmain, que nasceu na China, lançar seu novo ASIC.

Essa não é a primeira vez que um ex-funcionário da SEC é contratado e entra para a indústria de cripto, já que um ex-presidente da SEC está representando a Ripple em uma ação coletiva pela suposta venda de títulos não registrados. Players de Wall Street também costumam sair para a esfera da cripto; por exemplo, o ex-executivo da Goldman Sach se juntou ao banco de cripto de Mike Novogratz em abril.