Ex-programador da empresa de pagamentos russa Qiwi usou equipamentos da empresa para minerar 500 mil Bitcoins, diz CEO

O CEO do provedor de serviços de pagamento russo Qiwi Sergey Solonin afirmou que um ex-funcionário da empresa usou seus terminais de pagamento para minerar bitcoins em 2011. O programador, que não foi nomeado por Solonin, conseguiu minerar 500.000 bitcoins, de acordo com um relatório de 25 de julho pelo site de notícias Meduza.

Durante sua palestra na Escola de Comunicações Avançadas de Moscou (MACS), Sergey Solonin disse que um dos programadores da Qiwi usou terminais de pagamento para minerar criptomoeda, conseguindo 500.000 bitcoins em 2011, cerca de US $ 5 milhões naquele ano e US $ 4 bilhões hoje. Solonin disse:

“Acima de tudo, fiquei espantado com a quantia: em três meses, ele conseguiu minerar 500 mil moedas, que então custavam US $ 5 milhões. E agora valem bilhões de dólares."

De acordo com a Meduza, a Qiwi conseguiu detectar a operação de mineração de seus funcionários depois de perceber o aumento do uso de eletricidade pelos terminais durante a noite. Ao ser descoberto, o programador se recusou a abrir mão de sua fortuna e pediu demissão da empresa.

Solonin acrescentou que depois de ver que usar os terminais da Qiwi para a mineração de Bitcoin aparentemente traria mais lucro do que usá-los da maneira originalmente pretendida, a empresa tentou estabelecer uma operação semelhante a de seu empregado. No entanto, após cerca de três meses de preparativos, ficou claro que o poder de computação dos terminais já era insuficiente para competir com os outros mineradores da rede Bitcoin.

Depois de publicar o artigo, a Meduza adicionou uma atualização para esclarecer que o ex-programador da Qiwi não poderia tirar proveito dos 500.000 bitcoins minerados, já que eles estavam “perdidos” em algum momento.

Na semana passada, o presidente do Comitê de Duma sobre Mercados Financeiros da Rússia, Anatoly Aksakov, disse que os mineradores e donos de criptomoeda na Rússia seriam regulados pelo Código de Receita Interna existente. Aksakov também disse que a Duma do Estado aprovaria seu projeto de lei sobre criptomoedas durante a sessão de outono, informou a Cointelegraph em 18 de julho.