A divisão entre Ethereum e Ethereum Classic

O debate controverso sobre a justificação do fork na rede Ethereum imediatamente levou à criação do Ethereum Classic, um projeto alternativo desenvolvido para manter a cadeia original da Ethereum da forma que era antes do fork.

Resultados do fork da Ethereum

Em 20 de julho de Ethereum completou seu primeiro fork a fim de recuperar cerca de 12 milhões de ETH drenados pela DAO por um hacker desconhecido, devido às vulnerabilidades e erros do protocolo DAO.

A conclusão com êxito do fork foi comemorado e elogiado pela maioria da comunidade Ethereum, mas foi fortemente criticado pelos desenvolvedores e especialistas Bitcoin, incluindo Greg Maxwell, que acreditava que o fork havia estabelecido um precedente negativo por prejudicar a reputação das criptomoedas em geral.

Poloniex apresenta seu suporte 

Enquanto a maioria da comunidade e os desenvolvedores Ethereum não reconheceu a importância do Ethereum Classic , a cadeia Ethereum original começou a receber o apoio de várias empresas de câmbio e mineração, uma das quais foi a Poloniex.

O apoio crescente da Poloniex e da comunidade fez com que um número considerável de mineiros permanecesse na cadeia que não sofreu o fork, permitindo que o Ethereum classic dobrasse sua hashrate em questão de horas.
 

 

Ao longo dos argumentos controversos entre os desenvolvedores, mineiros, e organizações, Ethereum clássico permaneceu adotando uma postura leve contra a pressão sofrida, afirmando no Twitter , "deixe a comunidade decidir qual blockchain tem integridade, e deixe que isso seja uma prova para as futuras Criptomoedas de que a cadeia não deve ser mexida."

Essa outra postagem do Twitter mostra a comemoração do time Ethereum após o fork completo e alcançando os resultados esperados por eles.

 


Siga-nos no Facebook