As atualizações Constantinople e St. Petersburg do Ethereum foram ativados

As atualizações da rede Constantinople e St. Petersburg para o Ethereum (ETH), ocorreram hoje em 28 de fevereiro, de acordo com ethstats.net.

Especificamente, as atualizações foram ativadas na rede principal no bloco 7.280.000, de acordo com o cronograma anteriormente divulgado. Embora a atualização tenha dois nomes, os quais originalmente correspondiam a duas atualizações separadas, elas foram posteriormente combinadas em uma.

Por Ethernodes.org, nem todos os usuários do Ethereum adotaram as atualizações. Apenas 22,3% dos clientes Geth e Parity já estão executando a versão compatível com a Constantinople.

A Constantinople deve trazer várias melhorias de eficiência para a plataforma, incluindo taxas de transação mais baratas para algumas operações na rede Ethereum. Como relatado anteriormente, o hard fork Constantinople foi adiado em janeiro devido a uma vulnerabilidade recém descoberta.

A atualização de St. Petersburg destina-se a excluir uma atualização anterior, Ethereum Improvement Proposal (EIP) 1283, das redes de teste do Ethereum, uma vez que a EIP foi identificada como tendo vulnerabilidades de segurança.

Em janeiro, as principais bolsas de criptomoedas dos Estados Unidos, Coinbase e Kraken, tornaram-se as mais recentes a confirmar o apoio à atualização do Ethereum. As duas bolsas se juntam a BinanceHuobi e OKEx, que começaram a monitorar o evento antes de sua primeira tentativa de implementação.

No momento, o ETH subiu 2,59% ao longo do dia e está sendo negociado por cerca de US$ 137,19. O altcoin começou o dia em torno de US$ 132, segundo a CoinMarketCap.