Rede do Ethereum fica congestionada e especialistas indicam que Tether pode ser responsável

A rede Ethereum recentemente ficou bastante congestionada, com os usuários reclamando que as transações demoram horas ou, em alguns casos raros, até dias para serem concluídas. Especialistas acreditam que o causador do congestionamento é a stablecoin Tether.

"Eu tenho três transações pendentes, pendentes por mais de 10 horas, selecionei o modo 'lento' na carteira Metamask, mas 10 horas são realmente lentas, certo?" - afirmou um usuário da rede no Reddit.

Segundo especialistas, o culpado parece ser a moeda estável Tether. Suas transações estão ocupando cerca de 50% de toda a capacidade da rede, com o USDT processando US$ 18 bilhões em volume de negociação.

O token ERC-20 USDT é usado para arbitragem entre exchanges globais e locais, bem como para contornar restrições nacionais ou internacionais - como negociação de criptomoedas e controles de capital.

De acordo com dados da Etherscan, o Tether realizou 100.000 transações em cadeia em apenas 7 horas.

A Etherscan não pôde ir além das últimas 100.000 transações. Existem cerca de 5,4 milhões de transações de USDT no total.

A mudança do USDT da camada Omni baseada em Bitcoin para Ethereum ficou famosa em julho, quando a Binance anunciou repentinamente que aceitaria apenas o ERC20 USDT e não os Omni USDT.

Isso foi há algund meses, no entanto, o que mudou repentinamente para obstruir a rede não é muito claro, mas as críticas estão aumentando para que a versão Ethereum do tamanho do bloco - o limite de gás - seja aumentada.

O tamanho do bloco Ethereum é de cerca de 20.000 bytes. Como os blocos são gerados a cada 15 segundos, isso significa 80kb por minuto ou 800kb a cada dez minutos, um pouco menos do que o limite rígido de 1MB do Bitcoin.

O Bitcoin aumentou seu limite de tamanho de bloco para 2 MB, enquanto na rede Ethereum não há limite rígido, mas um limite flexível medido por uma unidade abstrata chamada gás, ou o número de cálculos.

Uma transação de token pode consumir muito mais gás do que uma transação simples. Da mesma forma, a natureza de uma transação de contrato inteligente pode determinar que é necessário muito mais gás do que em uma transação simples.

Atualmente, o Ethereum está lidando com 700.000 transações por dia, mas está congestionado. Em janeiro de 2018, estava processando 1,4 milhão de transações por dia antes de ficar congestionado.

O limite atual de 8 milhões de gás não mudou desde janeiro de 2018, mas como o Tether é um token, ele requer mais gás e, portanto, menos transações podem se encaixar.

Algumas eficiências foram realizadas, reduzindo os blocos órfãos (que ajudam a congestionar a rede) em 75% desde janeiro de 2018.

Apesar das críticas, a rede Ethereum não parou de desenvolver seu projeto que irá lançar sua nova versão - o Ethereum 2.0. Conforme publicado pelo Cointelegraph, os desenvolvedores esperam realizar o lançamento da nova versão da rede em janeiro de 2020.